Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18940
Título: Inferência geográfica para delimitação de corredores ecológicos: um estudo de caso para a Mata Atlântica do município de Tibau do Sul/RN
Autor(es): Pereira, Vitor Hugo Campelo
Palavras-chave: Mata Atlântica. Corredores ecológicos. Inferência geográfica. Cenários;Atlantic Forest. Ecological corridors. Geographic inference. Scenarios
Data do documento: 6-Mar-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: PEREIRA, Vitor Hugo Campelo. Inferência geográfica para delimitação de corredores ecológicos: um estudo de caso para a Mata Atlântica do município de Tibau do Sul/RN. 2013. 144 f. Dissertação (Mestrado em Dinâmica e Reestruturação do Território) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: The Atlantic Forest biome occupies much of the Atlantic coast of Brazil, in addition to portions of Paraguay and Argentina. Due mainly to its biodiversity which falls in the group of global hotspots, i.e., areas that have high priority for conservation. Although currently there are some available devices that assist in their protection in the course of the history of occupation and exploitation of the Brazilian territory, this biome has gone, and is still going through, an intense process of devastation, caused mainly by the pressure from economic activities, culminating in a significant reduction of its area and consequent fragmentation of the landscape, which brings with hosts a series of problems at various scales and aspects. As in most municipalities included in the reach area of the biome, the situation of forest fragmentation in Tibau do Sul / RN is quite critical, reflecting on a truly diverse landscape with broad typology of land uses. Among the alternatives aimed at the conservation of this biome include the creation of protected areas and the creation of ecological corridors, the latter being more efficient by connecting the remaining forests, increasing landscape connectivity, providing significant gains in relation to biodiversity. However, a major problem on implementation of Ecological Corridors projects is related to the selection of areas for this purpose, in this sense Geography can provide important contributions through the integrated study of landscape in the light of the geosystemic approach and the use of Geographical Information System (GIS) in order to permit assessment of reality having as a base the integration of ecological, biological and man-made aspects. Thus, this research aims to indicate potential areas and propose scenarios delimitation of Ecological Corridors in the municipality of Tibau do Sul / RN through Geographic Inference techniques in GIS platform. Therefore, the methodology adopted is based on the Geosystemic approach. From these elements were created 4 models to indicate potential areas for implementation of Ecological Corridors from the environmental perspective (potential erosion), socioeconomic (cover and land prices), legislative (areas protected by environmental legislation) and integrated (combination of environmental factors, socioeconomic and legislative), which in turn served as a basis for proposing scenarios aimed at this purpose. The results showed that all models can be quite useful in indicating potential areas for the establishment of ecological corridors, especially when based on an integrated approach between environmental and anthropogenic. The Corridors delimitation proposes shown may perform duties beyond the establishment of connectivity between fragments, since they also may have usefulness in controlling erosion and protecting fragile environments. Among the models developed, the integrated constituted itself as the best option because it enabled the interconnection of a larger number of fragments from a better use of the potentialities present in the landscape
metadata.dc.description.resumo: O bioma Mata Atlântica ocupa grande parte da costa Atlântica brasileira, além de porções do Paraguai e da Argentina. Em razão, sobretudo, de sua biodiversidade enquadra-se no grupo dos hotspots mundiais, ou seja, áreas que apresentam extrema prioridade de conservação. Embora atualmente estejam disponíveis alguns dispositivos que auxiliam na sua proteção, no decorrer da história da ocupação e exploração do território brasileiro, esse bioma passou, e ainda passa, por um intenso processo de devastação, provocado, sobretudo pela pressão exercida pelas atividades econômicas, culminando em uma relevante redução de sua área e em uma consequente fragmentação da paisagem, o que traz consigo uma série de problemas em diversas escalas e aspectos. Assim como em grande parte dos municípios incluídos na área de abrangência do bioma, a situação de fragmentação florestal em Tibau do Sul/RN é bastante crítica, refletindo assim em uma paisagem deveras diversificada com ampla tipologia de usos do solo. Dentre as alternativas que visam à conservação do referido bioma destacam-se a criação de Unidades de Conservação e a criação de Corredores Ecológicos, sendo essa última mais eficiente por conectar os remanescentes florestais, aumentando a conectividade da paisagem, fornecendo ganhos significativos em relação à biodiversidade. No entanto, uma das principais problemáticas em projetos de implementação de Corredores Ecológicos está relacionada com a seleção de áreas para tal fim, neste sentido a Geografia pode fornecer importantes contribuições, através dos estudos integrados da paisagem à luz da abordagem geossistêmica e do uso dos Sistemas de Informação Geográfica (SIG), através de técnicas de Inferência Geográfica, de modo a permitir uma apreciação da realidade tomando por base a integração dos aspectos ecológicos, biológicos e antrópicos. Assim sendo, a presente pesquisa tem como objetivo indicar áreas potenciais e propor cenários de delimitação de Corredores Ecológicos no município de Tibau do Sul/RN, através de técnicas de Inferência Geográfica em plataforma SIG. Para tanto, a metodologia adotada está fundamentada na abordagem Geossistêmica. A partir desses elementos, foram criados 4 modelos para indicação de áreas potenciais par a implantação de Corredores Ecológicos a partir das perspectivas ambiental (potencial à erosão), socioeconômica (cobertura e preço da terra), legislativa (áreas protegidas pela legislação ambiental) e integrada (combinação de elementos ambientais, socioeconômicos e legislativos), que por sua vez serviram de base para a proposição de cenários voltados a essa finalidade. Os resultados mostraram que todos os modelos podem ser bastante úteis na indicação de áreas potenciais para o estabelecimento de Corredores Ecológicos, sobretudo quando fundamentados em uma perspectiva integrada entre aspectos ambientais e antrópicos. As propostas de delimitação de Corredores apresentadas podem exercer funções além do estabelecimento da conectividade entre fragmentos, pois as mesmas podem ter serventia também no controle de processos erosivos e proteção de ambientes frágeis
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/18940
Aparece nas coleções:PPGe - Mestrado em Geografia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
VitorHCP_DISSERT.pdf3,66 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.