Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19201
Título: Percepção de docentes de cursos de graduação em ciências contábeis sobre a função e atuação do comitê de pronunciamentos contábeis
Autor(es): Fernandes, Bruno Vinícius Ramos
Lima, Diogo Henrique Silva de
Vieira, Eduardo Tadeu
Niyama, Jorge Katsumi
Palavras-chave: Normas contábeis;Comitê de Pronunciamentos Contábeis;Docentes
Data do documento: 2011
Citação: FERNANDES, Bruno Vinícius Ramos et al. Percepção de docentes de cursos de graduação em ciências contábeis sobre a função e atuação do comitê de pronunciamentos contábeis. Revista Universo Contábil, Blumenau, v. 7, n. 4, p. 60-81, out./dez., 2011. ISSN 1809-3337. Disponível em: <http://proxy.furb.br/ojs/index.php/universocontabil/article/view/2095/1765>. Acesso em: 25 maio 2015.
Resumo: Este estudo tem como objetivo analisar a percepção de docentes que lecionam nos cursos de graduação em Ciências Contábeis do Brasil em relação à função e atuação do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). Os resultados estão baseados na percepção de 190 professores sobre a função do CPC e sua atuação (Estudo I) e sobre a importância do CPC para a profissão contábil (Estudo II). Trata-se de uma pesquisa descritiva, realizada por meio de levantamento. Para análise dos dados recorreu-se a estatística descritiva e qui-quadrado de Pearson (Teste c2). Com este último foi possível verificar se variáveis categóricas como região, titulação, idade, gênero, instituição em que trabalha, disciplina que leciona, ser docente de dedicação exclusiva ou ter junto outra profissão influenciaram nos padrões de respostas observados. No tocante ao Estudo I, grande parte dos docentes reconhece o CPC como entidade de classe responsável pela convergência no país, contribuindo, assim, para a melhoria da qualidade da informação contábil. A avaliação do órgão foi considerada boa, realizando um bom trabalho rumo à convergência. Os docentes não concordam que o Comitê simplesmente traduz as normas internacionais. Todavia, não existe consenso entre os professores em relação ao fato de que a velocidade com que as normas são publicadas pode estar prejudicando as discussões sobre a convergência. O Estudo II mostrou que a maior parte dos docentes concorda que o órgão permite maior participação da classe contábil na elaboração de padrões de contabilidade, o que irá fortalecer a classe contábil, atribuindo-lhe autoridade substantiva
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/19201
ISSN: 1809-3337
Aparece nas coleções:CCSA - DCC - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PercepçãoDocentesCursos_2011.pdf452,76 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.