Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19387
Título: Cartões de saudações em língua inglesa: uma prática de letramento em análise
Autor(es): Costa, Silvana Moura da
Palavras-chave: Cartões de saudação;Prática de letramento;Língua inglesa
Data do documento: 6-Jun-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COSTA, Silvana Moura da. Cartões de saudações em língua inglesa: uma prática de letramento em análise. 2014. 171f. Tese (Doutorado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: This research aims at studying the use of greeting cards, here understood as a literacy practice widely used in American society of the United States. In American culture, these cards become sources of information and memory about people‟s cycles of life, their experiences and their bonds of sociability enabled by means of the senses that the image and the word comprise. The main purpose of this work is to describe how this literacy practice occurs in American society. Theoretically, this research is based on studies of literacy (BARTON, HAMILTON, 1998; BAYHAM, 1995; HAMILTON, 2000; STREET, 1981, 1984, 1985, 1993, 2003), the contributions of social semiotics, associated with systemic-functional grammar (HALLIDAY; HASAN 1978, 1985, HALLIDAY, 1994, HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2004), and the grammar of visual design (KRESS; LEITE-GARCIA, VAN LEEUWEN, 1997, 2004, 2006; KRESS; MATTHIESSEN, 2004). Methodologically, it is a study that falls within the qualitative paradigm of interpretative character, which adopts ethnographic tools in data generation. From this perspective, it makes use of “looking and asking” techniques (ERICKSON, 1986, p. 119), complemented by the technique of "registering", proposed by Paz (2008). The corpus comprises 104 printed cards, provided by users of this cultural artifact, from which we selected 24, and 11 e-cards, extracted from the internet, as well as verbalizations obtained by applying a questionnaire prepared with open questions asked in order to gather information about the perceptions and actions of these cards users with respect to this literacy practice. Data analysis reveals cultural, economic and social aspects of this practice and the belief that literacy practice of using printed greeting cards, despite the existence of virtual alternatives, is still very fruitful in American society. The study also allows users to comprehend that the cardholders position themselves and construct identities that are expressed in verbal and visual interaction in order to achieve the desired effect. As a result, it is understood that greeting cards are not unintentional, but loaded with ideology and power relations, among other aspects that are constitutive of them.
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa tem como objeto de estudo os cartões de saudação, aqui entendidos como uma prática de letramento largamente utilizada na sociedade americana dos Estados Unidos. Esses cartões configuram-se, na cultura americana, como fontes de informação e de memória sobre os ciclos de vida das pessoas, suas experiências e seus laços de sociabilidade, ativadas por meio dos sentidos que a imagem e a palavra comportam. O principal propósito deste trabalho é descrever como essa prática de letramento se efetiva na cultura americana. Teoricamente, esta pesquisa se fundamenta nos estudos de letramento (BARTON; HAMILTON, 1998; BAYHAM, 1995; HAMILTON, 2000; STREET, 1984, 1985, 1993, 2003), nas contribuições da semiótica social, associadas à gramática sistêmico-funcional (HALLIDAY; HASAN, 1978, 1985; HALLIDAY, 1994; HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2004), e na gramática do design visual (KRESS; LEITE-GARCIA; VAN LEEUWEN, 1997, 2000; KRESS; van LEEUWEN, 2006; HALLIDAY; MATTHIESSEN, 2004). Metodologicamente, trata-se de um estudo que se insere no paradigma qualitativo de caráter interpretativista, que adota instrumentos de natureza etnográfica na geração dos dados. Nessa perspectiva, lança mão das “técnicas do olhar e do perguntar” (ERICKSON, 1981 apud CANÇADO, 1994, p. 56), complementadas pela técnica do “registrar”, proposta por Paz (2008). O corpus compreende um contingente de 104 cartões impressos, fornecidos por usuários desse artefato, dos quais selecionamos 24, de 11 cartões eletrônicos, extraídos da internet, assim como de verbalizações obtidas mediante a aplicação de questionário elaborado com perguntas abertas, feitas no intuito de reunir informações acerca das percepções e ações dos usuários desses cartões. A análise dos dados revela aspectos culturais, econômicos e sociais dessa prática e a convicção de que a prática de letramento dos cartões de saudação impressos, a despeito dos virtuais, ainda é muito profícua na sociedade americana. O estudo permite também compreender que os usuários dos cartões se posicionam e constroem identidades que são manifestadas na interação verbo-visual, com vistas a alcançar o efeito pretendido. Em razão disso, entende-se que os cartões de saudação não são despretensiosos, mas carregados de ideologia e de relações de poder, dentre outros aspectos que lhes são constitutivos.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19387
Aparece nas coleções:PPGEL - Doutorado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
SilvanaMouraDaCosta_TESE.pdf2,14 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.