Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19412
Título: Efeito da cinesioterapia do assoalho pélvico na qualidade de vida, função sexual e sintomas climatéricos em mulheres com e sem fibromialgia
Autor(es): Lisboa, Lilian Lira
Palavras-chave: Fibromialgia;Qualidade de vida;Sexualidade;Abordagem sexual e climatério.
Data do documento: 15-Set-2014
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: LISBOA, Lilian Lira. Efeito da cinesioterapia na qualidade de vida, função sexual e sintomas climatéricos em mulheres com fibromialgia. 2014. 112f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
metadata.dc.description.resumo: OBJETIVO: O presente estudo teve como objetivo avaliar e comparar o efeito da cinesioterapia na qualidade de vida, função sexual e sintomas climatéricos em mulheres climatéricas com e sem fibromialgia. MÉTODOS: Participaram do estudo 90 mulheres na fase do climatério, as quais foram divididas em dois grupos: grupo fibromialgia (47) e grupo controle (43). Todas as pacientes foram avaliadas com relação às seguintes variáveis pré e pós-intervenção: qualidade de vida (Utian Quality of Life - UQOL), função sexual (questionário do Quociente sexual/versão feminina - QS-F) e intensidade dos sintomas climatéricos (Índice Menopausal de Blatt-Kupperman - IMBK). Ambos grupos foram submetidos a programa de cinesioterapia composto de 20 sessões consecutivas, realizada duas vezes por semana com técnicas para percepção, contração voluntária, dissociação e automatização do assoalho pélvico, mobilização de pelve e treino respiratório. Análise estatística foi realizada por meio dos testes t-Student pareado, análise de variância de delineamento misto e Kappa de Cohen’s, adotando-se nível de significância de 5%. RESULTADOS: Em relação à qualidade de vida, foi observada melhora estatisticamente significante no período pós-intervenção em ambos os grupos para todos os domínios avaliados. Entretanto, na análise intergrupo foi evidenciado diferença estatisticamente significante nos domínios emocional (p=0,01), saúde (0,03) e sexual (p=0,001) com ganhos mais expressivos para o grupo controle. Quanto à função sexual, foi verificada elevação significativa dos escores em ambos os grupos, após a intervenção; na análise intergrupo as mulheres com fibromialgia apresentaram escores inferiores ao grupo controle (p<0,001). Em relação aos sintomas climatéricos não houve diferença estatisticamente significante na analise intergrupo pós-intervenção (p=0,73), entretanto, ambos os grupos apresentaram redução significativa da sintomatologia após a intervenção (p<0,001). CONCLUSÕES: A cinesioterapia do assoalho pélvico exerce efeito benéfico sobre os domínios da qualidade de vida, função sexual e sintomatologia climatérica em mulheres com e sem fibromialgia na fase do climatério, entretanto a fibromialgia parece ser fator limitante para melhores resultados em alguns aspectos avaliados.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19412
Aparece nas coleções:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LilianLiraLisboa_TESE.pdf707,5 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.