Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19856
Título: Segurança alimentar e nutricional dos agricultores familiares da associação dos produtores e produtoras orgânicas de Ceará Mirim/RN
Título(s) alternativo(s): Food safety and nutrition of the family farmers from Ceará Mirim organic producers association, Rio Grande do Note, Brazil
Autor(es): Oliveira, Katherine de Sousa Costa
Palavras-chave: Segurança alimentar e nutricional;Reciprocidade;Produção orgânica;Agricultura familiar;Organismo de controle social
Data do documento: 11-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: OLIVEIRA, Katherine de Sousa Costa. Segurança alimentar e nutricional dos agricultores familiares da associação dos produtores e produtoras orgânicas de Ceará Mirim/RN. 2015. 100f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The proposition of this research is supported by the definition of Food Safety and Nutrition (FSN), established by the II FSN National Conference. Taking this concept as reference, the research instrument aimed to analyze strategies and actions related to FSN, developed by members of Ceará Mirim Organic Producers Association, located in Rio Grande do Norte state (Brazil), from aspects related to family feeding, as well as means of access, quantity and food culture. It was aimed to answer the following questions: Do the families benefited from Ceará Mirim Organic Producers Association have strategies that assure their FSN? If so, do these strategies originate from public policies or own actions? Do these strategies focus on family revenue? In expenses with food and proper feeding? How do these strategies articulate together and which social networks do they form? In this research, there were also approached questionings which comprise market opening through the declaration of the products as Organization of Social Control (OSC), aggregate value and participation in agroecological fairs, aiming to identify and characterize if these strategies contribute for Food Safety and Nutrition of these families. The data here analyzed were obtained from semi-structured interviews, conducted in the production sites of each farmer, and have a qualitative approach. 21 questionnaires were applied to the family farmers, in seven projects of agrarian reform settlements (Carlos Marighella, Nova Esperança II, Aliança, Marcoalhado I, Santa Águeda, Santa Luzia and União). From this study, it was concluded that most of FSN strategies result from a series of distinct public policies, which potentiate the existing strategies and create new ones, such as in the case of organic production, which is the main motivation, even for the organization of the studied group. These strategies brought improvements in feeding and caused changes in eating habits, especially in the diversification of production for own consumption. This, on the other hand, is assuring greater food autonomy and increasing marketing channels, through fairs or institutional markets. It was also verified that reciprocity relations increased after the organic production, and they are indispensable to assure food in difficult times, also contributing to incentive organic production itself, through supplies exchange.
metadata.dc.description.resumo: A proposta desta pesquisa está apoiada na definição de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) estabelecida pela II Conferência Nacional de SAN. Tomando como referência este conceito, o instrumento de pesquisa buscou analisar as estratégias e ações relacionadas à SAN, desenvolvidas pelos membros da Associação dos Produtores e Produtoras Orgânicas de Ceará Mirim, localizada no estado do Rio Grande do Norte, a partir dos aspectos relacionados à alimentação das famílias, bem como, suas formas de acesso, quantidade e cultura alimentar. Visando responder as seguintes perguntas: as famílias beneficiárias da Associação dos Produtores e Produtoras Orgânicas de Ceará Mirim possuem estratégias que garantam sua SAN? Se sim, essas estratégias originam-se de políticas públicas ou de ações próprias? Essas estratégias incidem sobre a renda das famílias? Nos gastos com alimentos e acesso à alimentação adequada? Como essas estratégias se articulam entre si e quais redes sociais elas formam? Na pesquisa, também foram abordados questionamentos que contemplaram a abertura de mercados pela declaração como Organismos de Controle Social (OCS), agregação de valor, participação em feiras agroecológicas, buscando identificar e caracterizar se essas estratégias contribuem para a Segurança Alimentar e Nutricional destas famílias. Os dados aqui analisados foram obtidos a partir de entrevistas semiestruturadas, realizadas nos locais de produção de cada produtor e partem de uma abordagem qualitativa. Foram aplicados 21 questionários aos agricultores familiares em sete projetos de assentamentos de Reforma Agrária: (Carlos Marighella, Nova Esperança II, Aliança, Marcoalhado I, Santa Águeda, Santa Luzia e União). A partir do estudo, concluiu-se que a maior parte das estratégias de SAN identificadas, resultaram do encadeamento de diferentes políticas públicas que potencializaram as estratégias existentes e criaram novas, como no caso da produção orgânica que constitui a motivação principal, inclusive para a organização do grupo pesquisado. Estas estratégias trouxeram melhorias na alimentação, provocaram mudanças em seus hábitos alimentares, em especial, na diversificação da produção de autoconsumo. Isto por sua vez, tem garantido maior autonomia alimentar e ampliado os canais de comercialização, seja por meio de feiras ou dos mercados institucionais. Verificou-se, também, que as relações de reciprocidade se ampliaram após a produção orgânica e que estas são imprescindíveis na garantia de alimentos em momentos de dificuldades, além de contribuírem para fomentar a própria produção orgânica, através das trocas de insumos.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19856
Aparece nas coleções:PRODEMA - Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
KatherineDeSousaCostaOliveira_DISSERT.pdf2,82 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.