Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20067
Título: O gênero Geastrum Pers. (Geastraceae, Basidiomycota): ocorrência, chave taxonômica e descrições de novas espécies do Nordeste brasileiro
Autor(es): Sousa, Julieth de Oliveira
Palavras-chave: Taxonomia;Gasteromycetes;Micobiota;Neotrópicos;Geastrales
Data do documento: 13-Mar-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: SOUSA, Julieth de Oliveira. O gênero Geastrum Pers. (Geastraceae, Basidiomycota): ocorrência, chave taxonômica e descrições de novas espécies do Nordeste brasileiro. 2015. 162f. Dissertação (Mestrado em Sistemática e Evolução) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: Geastraceae is a monophyletic family included in the gomphoid-phalloid clade, it is composed only by two genus: Geastrum and Myriostoma. These genus are closely related in their morphology and phylogeny, both showing angiocarpic basidiomata, apical stoma, basidiospores passively released by the bellows mechanism and exoperidium dehiscent in rays, these genus are distinct by the number of stomas and pedicels. Because of dehiscense of exoperidium they are popularly known as “earthstars”. Usually they occur on decomposing leaf-litter and decaying wood. They are, thus, saprophytic, with rare exceptions of ectomycorrhizal species. Geastrum is the most diverse gasteroid genus in Brazil, with an estimated 51 records. However, there are large gaps in the geographic distribution and systematics studies about the Geastrum in this country, especially because of the characteristics found in the Brazilian territory (megadiverse, hotspots and continental size), which makes it a priority area for species inventory. Thus, this work was aimed at realizing inventory of species of Geastrum, which occur in Caatinga and Northeastern Atlantic Rainforest. At least two field expeditions were realized, during about four days on rainy season of 2013 and 2014 in the areas: Reserva Biológica de Guaribas, located in Atlantic Rainforest domain, Paraíba State and Reserva Ecológica Estadual Mata do Pau Ferro, located on “Brejos Paraibanos”, Paraíba State. Furthermore, specimens deposited in the Herbarium of the Universidade Federal do Rio Grande do Norte, which were collected in Parque Nacional Vale do Catimbau, Caatinga of Pernambuco State, were analyzed. The specimens were identified according to analysis of macro and micro morphology based on specific literature. Approximately 400 basidiomata, distributed in 73 exsiccates were analyzed. 21 species were identified, 19 are in specie level, which two are proposed to new species. (Geastrum magnosporum sp. nov. e G. pusillupilosum sp. nov.) and two in genera level (sp. e aff.). We emphasize one new record for Brazil, 12 new records for Paraíba State, four new records for semiarid region in Brazil and six new records to Atlantic Rainforest relicts “Brejo de Altitude”. So, the results improved the knowledge about Geastrum in Paraíba State by 200%, 24 % in Brazilian semiarid region and 55% in Atlantic Rainforest relicts “Brejo de Altitude”, evincing that Northeastern Brazil has high species richness.
metadata.dc.description.resumo: Geastraceae é uma família monofilética pertencente ao clado “gomphoid-phalloid”, composta apenas por dois gêneros Geastrum e Myriostoma, que são muito próximos tanto na morfologia quanto na filogenia, ambos apresentam basidiomas angiocárpicos, poro apical, basidiosporos liberados passivamente através do mecanismo de fole e exoperídio deiscente em raios, sendo diferenciados pelo número de ostíolos e pedicelos. Devido à deiscência do exoperídio, são conhecidos popularmente como “estrelas-daterra”. Ocorrem geralmente degradando liteira ou madeira, sendo, portanto, saprofíticos, com raras exceções de espécies ectomicorrízicas. Geastrum é um dos gêneros gasteroides mais diversos no Brasil, com 51 registros. Contudo, existem lacunas de conhecimento quanto à distribuição geográfica e sistemática deste gênero no país. Especialmente, devido às características encontradas em território brasileiro (megavidersidade, “hotspots” e tamanho continetal), as quais o tornam área prioritária para inventário de espécies. Desta forma, o presente trabalho objetivou realizar inventariar espécies Geastrum ocorrentes em áreas da Caatinga e Mata Atlântica do Nordeste. Foram realizadas pelo menos duas expedições de campo, com duração aproximada de quatro dias, durante períodos de chuva dos anos 2013 e 2014 para as áreas: Reserva Biológica de Guaribas, localizada no domínio Mata Atlântica da Paraíba e Reserva Ecológica Estadual Mata do Pau Ferro, localizada nos “Brejos Paraibanos”. Além disso, foram analisados espécimes depositados no Herbário UFRN-Fungos, os quais foram coletados no Parque Nacional Vale do Catimbau, Caatinga de Pernambuco. Os espécimes foram identificados de acordo com a análise de macro e micromorfologia, seguindo literatura específica. Foram analisados cerca de 400 basidiomas, distribuídos em 73 exsicatas. Foram identificadas 21 espécies, 19 em nível de espécie, sendo duas destas propostas como novas espécies (Geastrum magnosporum sp. nov. e G. pusillupilosum sp. nov.) e duas em nível de gênero (sp. e aff.). Destaca-se um novo registro para o Brasil, 12 novos registros para o estado da Paraíba, quatro novos registros para a região Semiárida do Brasil e seis novos registros para a vegetação de “Brejos de Altitude”. Desta forma, os resultados representam um aumento de 200% no conhecimento do gênero Geastrum na Paraíba, 24 % no Semiárido e 55% no “Brejo de Altitude”, demostrando que o Nordeste brasileiro apresenta uma alta riqueza de espécies.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20067
Aparece nas coleções:PPGSE - Mestrado em Sistemática e Evolução

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JuliethDeOliveiraSousa_DISSERT.pdf10,82 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.