Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20641
Título: Socialização na universidade: quando apenas estudar não é o suficiente
Título(s) alternativo(s): Socialization in the university: when just study is not enough
Socialización a la universidad: cuando sólo estudiar no es el suficiente
Autor(es): Ferreira, Adir Luiz
Palavras-chave: Sociologia da educação;Socialização universitária;Educação superior;Sociology of education;University socialization;Superior education;Sociología de la educación;Socialización universitaria;Educación superior
Data do documento: 2014
Citação: Ferreira, Adir Luiz. Socialização na universidade: quando apenas estudar não é o suficiente. Revista Educação em Questão, Natal, v. 48, n. 34, p. 116-140, jan./abr. 2014. Disponível em:<http://www.periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/5732/4560>. Acesso em: 05 maio 2016.
Resumo: In despite of the university expansion in Brazil an obstacle remains: the student obligation of mastering knowledge not achieved only by the cognitive learning. Ordinarily the academic survival depends on cognitive-social engagement in the construction of learning strategies and in the university socialization. This means a re-socialization with transformations in students’ lives bring changes on practices, languages, ideologies and mind structures. The democratic possibilities of superior education stresseditself between three dimensions: university socialization, learning projects and professional future projects. Nevertheless, the universities remain oriented by the traditional academic results and unaware of the conditions of students’ socialization
A pesar de la expansión universitaria en Brasil, uno obstáculo permanece: la obligación del estudiante dominar uno conocimiento que no es solamente del aprendizaje cognitivo. Generalmente la supervivencia académica depende del compromiso cognitivo-social con la construcción de estrategias de aprendizaje y el proceso de socialización. Esto significa una resocialización con transformaciones en los estudiantes trayendo cambios de prácticas, lenguajes, ideologías y estructuras mentales. Las posibilidades democráticas de la educación superior se tensionan entre tres dimensiones: socialización universitaria, proyectos de aprendizaje y porvenir profesional. Entretanto, las universidades continúan orientadas por resultados académicos tradicionales y desconocen las condiciones de socialización estudiantil
metadata.dc.description.resumo: Apesar da expansão da Universidade no Brasil, um obstáculo permanece: a obrigação de o estudante dominar um conhecimento que não é somente de aprendizado cognitivo. Geralmente a sobrevivência acadêmica depende de um engajamento cognitivo-social com a construção de estratégias de aprendizado e no processo de socialização universitária. Isso significa uma ressocialização com transformações nos estudantes trazendo mudanças de práticas, linguagens, ideologias e estruturas mentais. As possibilidades democráticas da educação superior tencionam-se entre três dimensões: socialização universitária, projetos de aprendizado e de futuro profissional. Entretanto, as universidades continuam orientadas por resultados acadêmicos tradicionais e desconhecem as condições da socialização estudantil
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20641
Aparece nas coleções:CE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
socializacao na sociedade_2014.pdf120,33 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.