Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20686
Título: Perguntou o juiz ao tutor pela pessoa deste órfão: os magistrados na ordem sócio educacional do Seridó (século XIX)
Autor(es): Coelho, Maria da Conceição Guilherme
Palavras-chave: Magistrados;Tutores;Órfãos;Educação;Famílias;Inventários;Auto de contas
Data do documento: 26-Mar-2012
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COELHO, Maria da Conceição Guilherme. Perguntou o juiz ao tutor pela pessoa deste órfão: os magistrados na ordem sócio educacional do Seridó (século XIX). 2012. 148f. Tese (Doutorado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Resumo: This work has the objective to analyze the presence of justice, embodied in the orphans of judges, the encouragement, guidance and custody of minor heirs of the Village of Currais Novos, the area called Seridó of Rio Grande do Norte, especially with regard to education in the century XIX. Aims the meaning of the performance of judges in education and their practices, whereas this figure had a power that went beyond its mere function, but played a political role, taking responsibility for guarding and protection of property left by families of the Imperial period. The study focuses on the set of notary offices documents, inventories, sharing, self accounts and orders, belonging to the District of Currais Novos Forum in the period between the years 1822 to 1829. Finally, the conclusion demonstrates how Judges controlled the education of orphans, through tutors, and it is used for this purpose, the account acts as a procedural mechanism and documentary of its judicial activity.
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho tem como escopo a análise da presença da justiça, personificado nos juízes de órfãos, no incentivo, orientação e guarda dos menores herdeiros da Povoação de Currais Novos, do Seridó norte-riograndense, principalmente no que tange à educação no século XIX. Busca-se a abrangência e significado da atuação dos juízes na educação e de suas práticas, considerando que tal figura tinha um poder que ia além de sua função meramente, mas exercia um papel político, responsabilizando-se pela guarda e proteção dos bens deixados pelas famílias do período Imperial. O estudo debruça-se sobre o conjunto de documentos cartoriais, inventários, partilhas, auto de contas e despachos, pertencente ao Fórum da Comarca de Currais Novos, no período compreendido entre os anos de 1822 a 1829. Por fim, a conclusão demonstra como os juízes controlavam a educação dos órfãos, através dos tutores, e utilizavam-se, para tal fim, dos autos de conta como um mecanismo processual e documental de sua atividade jurisdicional.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20686
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MariaDaConceicaoGuilhermeCoelho_TESE.pdf2,56 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.