Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21370
Título: O uso de operadores argumentativos em comentários críticos de alunos de 9º ano do ensino fundamental II
Autor(es): Rodrigues, Mariana Freire
Palavras-chave: Gêneros textuais;Comentário crítico;Sequência didática;Operadores argumentativos
Data do documento: 24-Ago-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: RODRIGUES, Mariana Freire. O uso de operadores argumentativos em comentários críticos de alunos de 9º ano do ensino fundamental II. 2015. 141f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras - Profletras/NAT) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: This study aimed to analyze (re)written productions of students from a public school of Rio Grande do Norte State, resulting from a pedagogical intervention, ie, a set of activities organized and applied in the classroom. We developed a didactic sequence that enabled language actions, stimulating in students a reflection of the constituent elements of critical commentary, emphasizing the importance of proper use of linguistic operators of argumentation towards the establishment of textual coherence in their written productions. Specifically, the aim was to investigate the use of argumentative operators in critical commentary productions written by students of the 9th grade of elementary school II, and consider the impact of this methodological action in the exercise of argumentative competence in textual creations. Fieldwork consisted of six meetings, two hours each, covering transmission of the proposal to the students, initial production, workshops and final production, developed at Dr. Graciliano Lordão State School, applied on a 9th grade class. The study of bibliography is anchored in Bronckart-theory, Dolz, Schneuwly, Noverraz, theorists who advocate a socio-discursive and interactionalist perspective of language teaching that underlie appropriate and qualified pedagogical interventions adopted as effective learning tools. As for the concepts of the Theory of Argumentation, we have relied on (DUCROT, 1988), (KOCH 2004), among other authors. It was expected that through an effective participation of the teacher in the intervention, students were able to produce texts in which presented the reinforcement of their point of view using the argumentative operators properly. Therefore, the assessment effect was positive based on tests results. At the end of the work, we concluded that students can construct arguments to defend a point of view without teaching interferences of argumentation, however, this alone does not ensure enough polished and elaborated productions that school requires from these students .Thus, we understand that an educational intervention aimed at the development of a critical and reflective attitude towards the text can achieve significant results when it takes into account the reality of the students, respecting and considering their movements at all stages of this knowledge appropriation process.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho teve como objetivo analisar produções (re)escritas de alunos de uma escola pública da rede estadual do Rio Grande do Norte, resultantes de uma intervenção pedagógica, isto é, um conjunto de atividades organizadas e aplicadas em sala de aula. Desenvolvemos, então, uma Sequência Didática que possibilitou ações de linguagem, estimulando nos alunos uma reflexão dos elementos constitutivos do comentário crítico, ressaltando a relevância do uso adequado de operadores linguísticos da argumentação com vistas ao estabelecimento da coerência textual em suas produções escritas. Assim, de modo específico, pretendeu-se investigar o uso dos operadores argumentativos na produção de argumentos em comentários críticos, escritos por alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II, e considerar o impacto dessa ação metodológica no exercício da competência argumentativa nas produções textuais. O trabalho de campo consistiu de seis encontros, de duas horas cada, abrangendo apresentação da proposta aos alunos, produção inicial, oficinas e produção final, desenvolvidas na Escola Estadual Dr. Graciliano Lordão, junto a uma classe de 9º ano, do turno Matutino. O estudo da bibliografia ancora-se na teoria de Bronckart, Dolz, Schneuwly, Noverraz e Bakhtin, teóricos que defendem uma perspectiva sócio-discursiva e interacionista do ensino de língua e que fundamentam intervenções pedagógicas apropriadas e qualificadas adotadas como eficientes ferramentas de aprendizagem. Quanto aos conceitos da Teoria da Argumentação, baseamo-nos em (DUCROT, 1988), (KOCH 2004), entre outros autores. Esperava-se, para este estudo que, mediante a participação efetiva na intervenção desenvolvida pela professora, os estudantes conseguissem produzir textos nos quais apresentassem que reforçassem o seu ponto de vista, utilizando os operadores argumentativos de forma adequada, o que foi comprovado com a avaliação dos resultados. Ao finalizar o trabalho, pudemos concluir que os alunos conseguem construir argumentos para a defesa de um ponto de vista, sem interferências de ensino sobre argumentação, entretanto, isso por si só não assegura produções ditas “bem elaboradas”, que a escola exige desses estudantes. Dessa forma, entendemos que uma intervenção pedagógica voltada para o desenvolvimento de uma postura crítica e reflexiva frente ao texto pode alcançar resultados significativos quando leva em consideração a realidade dos alunos, respeitando e considerando os movimentos deles em todas as fases desse processo de apropriação do conhecimento.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21370
Aparece nas coleções:PROFLETRAS - NATAL - Mestrado Profissional em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MarianaFreireRodrigues_DISSERT.pdf3,69 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.