Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21527
Título: Morbimortalidade materna no município de Mossoró: percepção dos profissionais e vivências/experiências de mulheres
Título(s) alternativo(s): Maternal morbidity and mortality in the municipality of Mossoró: perception of professional experiences and / women's experiences
Autor(es): Alves, Adriana Maria
Palavras-chave: Mortalidade materna;Morbidade materna;Profissionais da saúde;SUS;Obstetrícia
Data do documento: 19-Set-2014
Citação: ALVES, Adriana Maria. Morbimortalidade materna no município de Mossoró: percepção dos profissionais e vivências/experiências de mulheres. 2014. 85f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde da Família) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Resumo: This study characterized as a qualitative descriptive exploratory approach is to analyze the aspects that contribute to maternal mortality in Mossoró-RN. Data were collected between the months of November and December 2013, through semi-structured interviews with 16 health professionals, half of them employees of Primary Health Care and the other half of obstetric emergency, and 04 women who had pregnancy high-risk ICU. The number of professionals and women was determined by the saturation method in information collection in qualitative research. The interviews were transcribed and subjected to content analysis technique, specifically the thematic analysis, enabling a deeper and beyond the content of the speeches. Thus, three categories were constructed of analysis, namely: to prenatal in the town of Mossoró / RN; the factors that contribute to maternal mortality in Mossoró / RN; and near death: The story of high-risk pregnancies who were admitted to the Intensive Care Unit. The interpretation of information reviewed revealed the harsh reality of the network of care for pregnant women in the county, in its three levels, point to some factors that contribute to increased morbidity and mortality, suggest some actions that could decrease the value, perceive and report how they deal death maternal and feelings involved, and also report the experience of women who had risk of death during pregnancy. We realized, in speaking of the need for professionals to put into practice what already exists in theory, the protocols, manuals and orders of the Federal Government. Again we know what needs to be done to reduce maternal mortality and improve quality of care, but there is no concrete initiative to be made effective and all have the expected result. What is there not to neglect all but of all parties. Initially need to train managers and sensitize them to this issue. Citizens also need to be empowered and knowledgeable of their rights of public policies, so that they can charge services and compliance managers. Finally we need to raise awareness among professionals in the pursuit of knowledge and the fight for better working conditions, sufficient human resources and pay for them also charge service excellence. Thus we understand that professionals smaller numbers of maternal mortality and greater satisfaction of SUS, especially in this case, women who require obstetrical service.
metadata.dc.description.resumo: O objetivo deste trabalho, caracterizado como uma pesquisa de abordagem qualitativa de caráter exploratório descritivo, é analisar os aspectos que contribuem para a morbimortalidade materna em Mossoró-RN à luz da bioética. As informações foram coletadas entre os meses de Novembro e Dezembro de 2013, por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas com 16 profissionais de saúde, sendo metade deles trabalhadores de Atenção Primária à Saúde e a outra metade de urgência obstétrica, e 04 mulheres que tiveram gravidez de alto risco com internação em UTI. O número de profissionais e de mulheres foi determinado pelo método da saturação na coleta de informações em pesquisas qualitativas. As entrevistas foram transcritas e submetidas a técnica de análise de conteúdo, especificamente a análise temática, possibilitando um aprofundamento e ultrapassando o conteúdo das falas. Diante disso, foram construídas três categorias de análise, a saber: a atenção à gestante no município de Mossoró/RN; os fatores que contribuem para a morbimortalidade materna em Mossoró/RN; e a morte de perto: O relato de gestantes de alto risco que foram internadas em Unidade de Terapia Intensiva. A interpretação das informações analisadas revelaram a realidade difícil da rede de atenção à gestante no município, nos seus três níveis, apontam alguns fatores que contribuem com o aumento da morbimortalidade materna e estes correlacionados com os princípios da bioética de BEAUCHAMP & CHILDRESS e os princípios da Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos da UNESCO, sugerem algumas ações que poderiam diminuir este índice, relatam como lidam e percebem a morte materna e os sentimentos envolvidos, e relatam também a vivência de mulheres que tiveram risco de morte na gestação. Percebemos então, na fala dos profissionais a necessidade de pôr em prática o que já existe na teoria, nos protocolos, manuais e portarias do Governo Federal. Mais uma vez sabemos o que precisa ser feito para reduzir a mortalidade materna e melhorar a qualidade da atenção, porém não há iniciativa concreta para que se efetive tudo isso e tenhamos o resultado esperado. O que existe é negligência não de todos, mas de todas as partes. Precisamos inicialmente capacitar os gestores e sensibiliza-los para essa temática. Os cidadãos também precisam ser empoderados de seus direitos e conhecedores das políticas públicas, para que possam cobrar dos serviços e dos gestores seu cumprimento. Por último precisamos sensibilizar os profissionais na busca de conhecimentos e na luta por melhores condições de trabalho, recursos humanos suficientes e de salário, para também cobrar deles a excelência no atendimento. Desta forma os profissionais entendem que teremos menores números da mortalidade materna e maior satisfação dos usuários do SUS, especialmente neste caso, das mulheres que necessitam do serviço de obstetrícia.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21527
Aparece nas coleções:PPGSFN - Mestrado em Saúde da Família no Nordeste

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
AdrianaMariaAlves_DISSERT.pdf847,88 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.