Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21536
Título: A construção do discurso paródico na pornochanchada: uma cosmovisão carnavalesca
Autor(es): Oliveira, Gilvando Alves de
Palavras-chave: Pornochanchada;Relações dialógicas;Paródia;Carnavalização
Data do documento: 26-Fev-2016
Citação: OLIVEIRA, Gilvando Alves de. A construção do discurso paródico na pornochanchada: uma cosmovisão carnavalesca. 2016. 203f. Tese (Doutorado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: In Brazil, in the 197 there was an effervescence in film production. In this period, erotic comedies were made and labeled pornochanchadas. These films made a big hit facing to the Brazilian public, but were always ridiculed by critics who judged them as evil done cinema. In this context, part of that film production can be classified as parody. So, this work whose subject is language and film has the object of investigation the construction of parodic discourse and carnival worldview in pornochanchada and is inserted in the area of Applied Linguistics in a socio-historical perspective. In order to carry out the analysis, we are reflecting on the investigation of verbal-visual elements present in the compositional form of three erotic comedies produced in the 1970s, as well as analyze the project of constitutor/constituent saying from architectural form. We take as a priority theoretical and methodological foundation of the formulations about language arising from Bakhtin Circle (2006, 2010), such as the dialogical approach of language and reflections relating to the dialogical discourse analysis. The main reference is the work by Bakhtin (2010b, 2010d) on the carnival worldview, the parody, the styling and the carnival laughter.
metadata.dc.description.resumo: Nos anos 1970, no Brasil, houve uma efervescência na produção cinematográfica e, nesse período, realizaram-se comédias eróticas, que foram rotuladas de pornochanchadas. Esses filmes fizeram um grande sucesso frente ao público brasileiro, mas sempre eram ridicularizados pela crítica que os julgava como cinema mal realizado. Nesse contexto, parte dessa produção cinematográfica pode ser classificada como paródia. Considerando isso, este trabalho, cujo tema é linguagem e cinema, tem como objeto de investigação a construção do discurso paródico e a cosmovisão carnavalesca na pornochanchada e se insere na área da Linguística Aplicada de perspectiva sócio-histórica. Para realizamos a análise, detemo-nos na investigação dos elementos verbo-visuais presentes na forma composicional de três comédias eróticas produzidas na década de 70 como também analisamos o projeto de dizer constituidor/constituinte da forma arquitetônica. Como fundamento teórico-metodológico prioritário, baseamo-nos nas formulações sobre linguagem advindas do Círculo de Bakhtin (2006, 2010), tais como a concepção dialógica de linguagem e as reflexões atinentes à analise dialógica do discurso. A principal referência é a obra de Bakhtin (2010b, 2010d) sobre a cosmovisão carnavalesca, a paródia, a estilização e o riso carnavalesco.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21536
Aparece nas coleções:PPGEL - Doutorado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GilvandoAlvesDeOliveira_TESE.pdf5,14 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.