Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21576
Título: Influência da estruturação regional na avaliação de reservas hidrogeológicas do Aquífero Barreiras – área do baixo curso do Rio Maxaranguape - RN
Autor(es): Nunes, Lucas Miguel Gomes
Palavras-chave: Reservas hidrogeológicas;Espessura saturada;Compartimentação estrutural;Análise morfotectônica;Modelos geoelétricos;Bacia do Rio Maxaranguape-Brasil
Data do documento: 7-Jun-2016
Citação: NUNES, Lucas Miguel Gomes. Influência da estruturação regional na avaliação de reservas hidrogeológicas do Aquífero Barreiras – área do baixo curso do Rio Maxaranguape - RN. 2016. 100f. Dissertação (Mestrado em Geodinâmica e Geofísica) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: The target area of this research is the Maxaranguape River lower course, located on the east coast of Rio Grande do Norte state, and particularly the hydrogeological domain Barreiras Aquifer. This study aimed to analyze the influence of regional structure in the geometry of the aquifer in the study area (taking into account thickness variations), in order to make an optimized calculation of local hydrogeological reserves in that area. The methodology was based on the use of morphotectonic and lithostratigraphic analysis techniques, in well profile correlation, as well as hydrogeological and geoelectric analysis (Vertical Electrical Sounding - VES). The geophysical method of electrical resistivity was adopted in order to infer thickness values of the aquifer and depth of the basement. It were carried out 17 SEV with maximum aperture of current electrodes (AB) of 1200 meters, distributed so as to cover the entire study area, although primarily seeking to obtain data for subareas with little or no well information. Hydro-stratigraphic and lithologic data from 21 wells profiles were integrated with VES data, 5 hydrogeophysical profiles were generated to define downthrow and a geomorphological analysis was performed, which aimed at the structural characterization of the area with emphasis on aquifer compartmentalization. The morphotectonic analysis used the topographic (SRTM) and hydrographical data to support the structural characterization taking into account the lack of outcrops with specific features in the area. Topographic data are presented as a map of residual topographic anomalies, with defined topographic lineaments. Hydrographic data underscore preferred directions of fluvial channels and anomalies of this hydrogeophysical network with abrupt deflections of drainages and alignments of other surface features such as springs. The results of this analysis enabled to draw up a morphotectonic lineaments map, arranged according to the prevailing NE and NW directions. The results of this analysis enabled the development of a map of morphotectonic lineaments, arranged according to the prevailing NE and NW directions. The hydrogeophysical profiles, obtained from geoelectric inverse models and well data, were prepared to intercept the lineaments, emphasizing saturated thickness values ranging from 19 to 66 meters, and featuring some of these lineaments as faults. The hydrogeological reserves were evaluated considering 18 subareas associated with blocks resulting from structural compartmentalization. Therefore, the saturation reserves are the order of 8.7x108 m3, considering average saturated thickness for each subarea and 7.6% average effective porosity.
metadata.dc.description.resumo: O alvo da presente pesquisa é a região do baixo curso do Rio Maxaranguape, localizado no litoral leste do Estado do Rio Grande do Norte e, particularmente, no domínio hidrogeológico do Aquífero Barreiras. Este trabalho teve como principal objetivo analisar a influência da estruturação regional na geometria do aquífero na área de estudo (considerando a ocorrência de variações de sua espessura), com intuito de efetuar o cálculo otimizado das reservas hidrogeológicas locais na referida área. A metodologia adotada foi fundamentada na utilização de técnicas de análise morfotectônica, litoestratigráfica em correlações de perfis de poços, hidrogeológica e geoelétrica (Sondagem Elétrica Vertical - SEV). O método geofísico da eletrorresistividade foi adotado a fim de inferir valores de espessura do aquífero e profundidade do topo do embasamento hidrogeoelétrico. Foram realizadas 17 SEV com abertura máxima de AB=1200m (arranjo Schlumberger), distribuídas de forma a cobrir toda a área de estudo, buscando assim, suprir a falta de informações nas regiões onde não havia a presença poços. Integrado às SEVs, dados hidroestratigráficos/litológicos de 21 perfis de poços tubulares foram utilizados, 5 perfis hidrogeofísicos foram gerados para definição de rejeitos de falha, bem como realizada uma análise geomorfológica, que visou a caracterização estrutural da área com ênfase na compartimentação do aquífero. A análise geomorfológica foi realizada utilizando-se dados topográficos (SRTM - Shuttle Radar Topography Mission) e hidrográficos, subsidiando a caracterização estrutural, tendo em vista a não ocorrência de afloramentos com critérios cinemáticos. Os dados topográficos são apresentados na forma de um mapa de anomalias topográficas residuais e definição de lineamentos topográficos. Os dados hidrográficos ressaltam direções preferenciais dos canais fluviais e anomalias dessa rede hidrográfica, na forma de deflexões abruptas das drenagens e alinhamentos de outras feições superficiais tais como nascentes. Os resultados dessa análise possibilitaram a elaboração de um mapa de lineamentos morfotectônicos, dispostos segundo as direções predominantes NE e NW. Perfis hidrogeofísicos, obtidos a partir de modelos geoelétricos inversos e informações de poços, foram elaborados de forma a interceptar tais lineamentos, enfatizando valores de espessuras saturadas variando de 19 a 66 metros, caracterizando alguns desses lineamentos como falhas. A avaliação das reservas hidrogeológicas locais foi efetuada considerando-se 18 subáreas, associadas a blocos resultantes da compartimentação estrutural. Nesse contexto, as reservas de saturação são da ordem de 8,7x108 m3, adotando-se espessuras saturadas médias para cada subárea e porosidade efetiva de 7,6%.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21576
Aparece nas coleções:PPGG - Mestrado em Geodinâmica e Geofísica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LucasMiguelGomesNunes_DISSERT.pdf9,56 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.