Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22413
Title: O desempenho escolar na perspectiva das redes sociais/pessoais: um estudo sobre as Escolas Estaduais Santos Dumont e Ana Júlia de Carvalho Mousinho
Authors: Silva, Bruno Lopes da
Keywords: Redes pessoais;Desempenho escolar;Escola Estadual Santos Dumont;Escola Estadual Ana Julia de Carvalho Mousinho
Issue Date: 15-May-2015
Citation: SILVA, Bruno Lopes da. O desempenho escolar na perspectiva das redes sociais/pessoais: um estudo sobre as Escolas Estaduais Santos Dumont e Ana Júlia de Carvalho Mousinho. 2015. 203f. Dissertação (Mestrado em Demografia) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: A análise de redes pessoais se constitui em uma forma de abordagem bastante utilizadas para estudar o relacionamento entre atores, em seu processo de interação. Baseada em uma perspectiva paradigmática estruturalista-interacionista, a utilização das redes envolve níveis de análise de diversas naturezas como por exemplo, empresas, organizações, cidades, países regiões, bem como pessoas. Nesse sentido, ao se adotar como nível de análise o indivíduo, as redes podem ser utilizadas para entender diversos aspectos do contidiano das pessoas, uma vez que, diariamente os indivíduos desenvolvem atividades de forma reacionada com outras pessoas com as quais trocam influências e informações. O processo educativo, por sua vez, é uma das atividades nas quais há essa comunicação interpessoal, seja no âmbito da família, da escola, ou até mesmo da comunidade onde a pessoa esteja inserida. Considerando o processo de escolarização dos alunos de Ensino Básico, pressupõe-se que estes discentes desenvolvem a sua atividade educativa em meio as influências que são exercidas através da rede pessoal formada pelos diferentes atores que fazem parte da sua estrutura relacioanal. Vale lembrar que as redes pessoais podem apresentam estruturas topológicas diferentes dependendo do espaço ou contexto onde estejam localizados os indivíduos, partindo do princípio de que em cada porção do espaço se desenvolvem relações sociais distintas. Nesse sentido, se as redes se diferenciam no espaço, é de se esperar que a influência que elas exercem sobre o desempenho escolar de alunos de localizações distintas tambpem apresentem diferenciação. Para testar essa hipóteses foram escolhidas duas escolas localizadas em contextos espaciais distintos: a Escola Estadual Santos Dumont, situada em Parnamirim; e a Escola Estadual Ana Julia de Carvalho Mousinho, localizada em Natal. Diante disso, estabeleceu-se como objetivo analisar a relação entre redes pessoais e desempenho escolar, em contextos espaciais distintos. Os indivíduos analisados foram os alunos da 3ª Série do Ensino Médio, os quais foram submetidos a um questionário de cunho relacional, a partir do qual seriam coletados os nomes de 45 pessoas que compunham a sua estrutura relacional. Os dados foram sistematizados em uma e processados nos softwares Ucinet e NetDraw, os quais permitiram o cáclculo de três indicadores de redes (Densidade, Número de Cliques e Distância Geodésica) e a representação sociométrica da estrutura relacional de cada aluno observado. As informações de desempenho escolar foram obtidas nas duas escolas, consultando a ficha de rendimento de cada um dos alunos. Nesas fichas, coletou-se as notas finas de Português e de Matemática desses alunos, as quais posteriormente foram associadas aos indicadores de rede por meio de uma regressão logística. Os resultados obtidos demosntraram que as redes pessoais dos alunos dessas duas escolas apresentam estruturas distintas. Na Escola Estadual Santos Dumont, as redes tem um maior número de cliques, enquanto que, na Escola Estadual Ana Julia de Carvalho Mousinho, as redes são mais densas. A associação entre redes pessoais e desempenho nesses dois contextos tambem apresentou diferenciação, pois na Escola Estadual Santos Dumont, a densidade exerce efeito negativo sobre as notas de Português, e os cliques exercem efeito negativo sobre as notas de Matemática. Na Escola Estadual Ana Julia, a associaçaõ entre redes pessoais e desemepenho não apresentou significância estatísitica suficiente, sendo necessário a inclussão de outras variáveis explicativas no modelo de análise dessa escola. Dessa forma, conclui-se que os resultados por si só, já demonstraram a existência de diferenças na relação entre redes pessoais e desempenho escolar, nos contextos espaciais analisados.
Abstract: A análise de redes pessoais se constitui em uma forma de abordagem bastante utilizadas para estudar o relacionamento entre atores, em seu processo de interação. Baseada em uma perspectiva paradigmática estruturalista-interacionista, a utilização das redes envolve níveis de análise de diversas naturezas como por exemplo, empresas, organizações, cidades, países regiões, bem como pessoas. Nesse sentido, ao se adotar como nível de análise o indivíduo, as redes podem ser utilizadas para entender diversos aspectos do contidiano das pessoas, uma vez que, diariamente os indivíduos desenvolvem atividades de forma reacionada com outras pessoas com as quais trocam influências e informações. O processo educativo, por sua vez, é uma das atividades nas quais há essa comunicação interpessoal, seja no âmbito da família, da escola, ou até mesmo da comunidade onde a pessoa esteja inserida. Considerando o processo de escolarização dos alunos de Ensino Básico, pressupõe-se que estes discentes desenvolvem a sua atividade educativa em meio as influências que são exercidas através da rede pessoal formada pelos diferentes atores que fazem parte da sua estrutura relacioanal. Vale lembrar que as redes pessoais podem apresentam estruturas topológicas diferentes dependendo do espaço ou contexto onde estejam localizados os indivíduos, partindo do princípio de que em cada porção do espaço se desenvolvem relações sociais distintas. Nesse sentido, se as redes se diferenciam no espaço, é de se esperar que a influência que elas exercem sobre o desempenho escolar de alunos de localizações distintas tambpem apresentem diferenciação. Para testar essa hipóteses foram escolhidas duas escolas localizadas em contextos espaciais distintos: a Escola Estadual Santos Dumont, situada em Parnamirim; e a Escola Estadual Ana Julia de Carvalho Mousinho, localizada em Natal. Diante disso, estabeleceu-se como objetivo analisar a relação entre redes pessoais e desempenho escolar, em contextos espaciais distintos. Os indivíduos analisados foram os alunos da 3ª Série do Ensino Médio, os quais foram submetidos a um questionário de cunho relacional, a partir do qual seriam coletados os nomes de 45 pessoas que compunham a sua estrutura relacional. Os dados foram sistematizados em uma e processados nos softwares Ucinet e NetDraw, os quais permitiram o cáclculo de três indicadores de redes (Densidade, Número de Cliques e Distância Geodésica) e a representação sociométrica da estrutura relacional de cada aluno observado. As informações de desempenho escolar foram obtidas nas duas escolas, consultando a ficha de rendimento de cada um dos alunos. Nesas fichas, coletou-se as notas finas de Português e de Matemática desses alunos, as quais posteriormente foram associadas aos indicadores de rede por meio de uma regressão logística. Os resultados obtidos demosntraram que as redes pessoais dos alunos dessas duas escolas apresentam estruturas distintas. Na Escola Estadual Santos Dumont, as redes tem um maior número de cliques, enquanto que, na Escola Estadual Ana Julia de Carvalho Mousinho, as redes são mais densas. A associação entre redes pessoais e desempenho nesses dois contextos tambem apresentou diferenciação, pois na Escola Estadual Santos Dumont, a densidade exerce efeito negativo sobre as notas de Português, e os cliques exercem efeito negativo sobre as notas de Matemática. Na Escola Estadual Ana Julia, a associaçaõ entre redes pessoais e desemepenho não apresentou significância estatísitica suficiente, sendo necessário a inclussão de outras variáveis explicativas no modelo de análise dessa escola. Dessa forma, conclui-se que os resultados por si só, já demonstraram a existência de diferenças na relação entre redes pessoais e desempenho escolar, nos contextos espaciais analisados.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22413
Appears in Collections:PPGDEM - Mestrado em Demografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DesempenhoEscolarPerspectiva_Silva_2015.pdf5,76 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.