Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22424
Título: Avaliação da influência de fatores bióticos e abióticos sobre a seleção de sinais visuais de cor em lagartos Gymnophitalmideos de cauda colorida
Autor(es): Carvalho, Gustavo Alexandre Braga de
Palavras-chave: Visão de cores;Vanzosaura multiscutata;Micrablepharus maximiliani;Sinalização;Modelagem visual;Hipótese do direcionamento sensorial;Predação
Data do documento: 27-Abr-2016
Citação: CARVALHO, Gustavo Alexandre Braga de. Avaliação da influência de fatores bióticos e abióticos sobre a seleção de sinais visuais de cor em lagartos Gymnophitalmideos de cauda colorida. 2016. 86f. Dissertação (Mestrado em Psicobiologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Resumo: The coloration can peform a variety of functions among the various groups of animals, and, especially in lizards, this functional variability is relatively high, may act for exemplo as reproduction signaling, social signal and anti-predations strategy. Thus, the color adopted by the species may vary depending on the characteristics of the environment (e.g. Illuminant and background) and biotic factors (e.g. visual system of the observer), so that different colors are selected in according to the sensory environment in question. The aim of this study was to test the hypothesis of sensory drive in the tail coloration of two species of lizards gymnophitalmideos (Vanzosaura multiscutata and Micrablepharus maximiliani). For this were conducted collects samples in three different ecosystems (Caatinga, Sandbank and Atlantic Rain Forest) and in two different seasons (rainy and dry season). The color of the animals, as well as the surrounding substrate and the solar light spectrum was measured by a spectrophotometer and these information were inserted in a visual modeling for lizards and potential predators. The results showed peaks of the UV light in the surfaces of the two species measured, which may be responsible to increase contrast to animals with UV vision. The phenotype of lizard was the one that showed best results in detection of the tail of these two species. On the other hand, the other parts of the body, would supposedly have camouflage function, because of their low contrast with the substrate. We also found a variation of the color contrast between the animal and substrate for different visual phenotypes found in different observers. Therefore, it is concluded that the intraspecific communication may be the main factor affecting the conspicuous coloration of the tail of the two species. Moreover, the blue and red color may exert different functions at certain times. With the red tail fulfilling camouflage function to lizards, for example.
metadata.dc.description.resumo: A coloração pode exercer as mais variadas funções dentre os diversos grupos de animais, e, especialmente em lagartos, essa variabilidade funcional é relativamente alta, podendo atuar, por exemplo, como sinalização reprodutiva, sinalização social e estratégia anti-predação. Sendo que, a coloração adotada pelas espécies pode variar dependendo das características físicas do meio (e.g. iluminante e background) e de fatores bióticos (e.g. sistema visual do observador), fazendo com que diferentes colorações sejam selecionadas de acordo com o ambiente sensorial em questão. O objetivo desse trabalho foi testar a hipótese do direcionamento sensorial na coloração da cauda de duas espécies de lagartos gymnophitalmideos (Vanzosaura multiscutata e Micrablepharus maximiliani). Para isso foram realizadas coletas pontuais em três diferentes ecossistemas (caatinga, restinga e mata atlântica) e em duas diferentes estações do ano (estação chuvosa e seca). A coloração dos animais, assim como do substrato circundante e do espectro de iluminação solar, foi mensurada através de um espectrofotômetro e essas informações foram inseridas em uma modelagem visual para lagartos e possíveis predadores. Os resultados mostraram picos de refletância de luz UV nas superfícies mensuradas das duas espécies, o que pode ser o responsável por aumentar o contraste para animais com visão UV. Lagartos foi o fenótipo que apresentou melhores resultados na detecção da cauda das duas espécies. Por outro lado, as demais partes do corpo, supostamente teriam função de camuflagem, devido ao seu baixo contraste com o substrato. Também encontramos uma variação do contraste de cor entre animal e substrato para diferentes fenótipos visuais, encontrados em diferentes observadores. Sendo assim, conclui-se que a comunicação intra-especifica pode ser o principal fator a influenciar a coloração conspícua da cauda das duas espécies. Além disso, a coloração azul e vermelha pode cumprir em determinados momentos funções diferentes. Com a cauda vermelha, cumprindo função de camuflagem para lagartos, por exemplo.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22424
Aparece nas coleções:PPGPSICO - Mestrado em Psicobiologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
GustavoAlexandreBragaDeCarvalho_DISSERT.pdf2,08 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.