Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24329
Título: ArgumentAÇÃO via projeto de letramento
Autor(es): Oliveira, Liana Maria Lemos de
Palavras-chave: Projeto de letramento;Ensino-aprendizagem de escrita;Argumentação
Data do documento: 17-Mar-2017
Citação: OLIVEIRA, Liana Maria Lemos de. ArgumentAÇÃO via projeto de letramento. 2017. 104f. Dissertação (Mestrado Profissional em Letras - Profletras/NAT) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumo: This intervention project aims to resignify the reading and writing practices argumentative texts. In order to break with the traditional teaching of the Portuguese language, this project has, as its main point, the interest of a group of students of the 9th year at Elementary school to prepare themselves for the Federal Institute of Education, Science and Technology of Rio Grande do Norte (IFRN) selection process. In additional time, those originally public-school students attend to a private course in Santo Antônio city, located in the countryside of Rio Grande do Norte. This intervention project is theoretical and methodologically founded on four main pillars: the dialogical conception of language (BAKHTIN [1952-1953] 2011; [1929] 2009); the literacy studies (KLEIMAN, 1995; STREET [1995] 2014); the Applied Linguistics (MOITA LOPES, 2006, 2009). The data were generated throughout the 2015 school year by means of a literacy project (KLEIMAN, 2000) understood as didactic model (TINOCO, 2008). Some questions guided the activities developed. The questions are: how to resignify the Portuguese classes as regards the appropriation of the argumentative discourse? What specific writing learning situations might favor this appropriation? What are the marks that signalize the improvement of the argumentative chain in the texts produced by the students? In this process, texts from different genres were written (and rewritten), such as letters, invitations, and opinion articles. These pieces of writing led the participants to perform different activities, being one of them of special relevance to the group: an oriented visit to IFRN. In addition, students and teacher had a regulated debate with the participation of agents external to the course and, based on the debate, other texts of the argumentative order were produced. The data analysis show that these writing practices, developed in a collaborative way, prepared the students to face the IFRN’s selection exam, therefore, being the reason why there was a significant amount of students in the group approved in it. Another achievement yet even more important is the understanding that arguing is a crucial technique for daily demands. Therefore, for this reason, knowing how to argue provides the citizen with the ability to answer with more autonomy to the problems that life in society imposes us.
metadata.dc.description.resumo: Este projeto de intervenção visa ressignificar práticas de leitura e escrita de textos argumentativos. Buscando romper com o ensino tradicional de Língua Portuguesa, ele tem como eixo condutor o interesse de um grupo de estudantes do 9o ano do Ensino Fundamental de se preparar para o processo seletivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). Esses alunos, advindos de escolas públicas, são atendidos, em horário adicional, em um cursinho particular na cidade de Santo Antônio, zona agreste do Rio Grande do Norte. Teórica e metodologicamente, fundamentam este projeto de intervenção três aportes centrais: a concepção dialógica de linguagem (BAKHTIN [1952-1953] 2011; [1929] 2009); os estudos de letramento (KLEIMAN, 1995; STREET [1995] 2014) e a Linguística Aplicada (MOITA LOPES, 2011). Os dados foram gerados ao longo do ano letivo de 2015, por meio de um projeto de letramento (KLEIMAN, 2000), entendido como modelo didático (TINOCO, 2008). Algumas questões nortearam as atividades desenvolvidas. São elas: como ressignificar as aulas de LP, tendo em vista a apropriação do discurso argumentativo? Que situações específicas de aprendizagem de escrita podem favorecer essa apropriação? Que marcas, nos textos produzidos pelos alunos, sinalizam o aprimoramento da cadeia argumentativa? Nesse sentido, temos por objetivo geral: ressignificar as aulas de LP visando à apropriação do discurso argumentativo. Isso nos levou também a elaborar dois objetivos específicos: construir situações específicas de aprendizagem de escrita que favoreçam a apropriação do discurso argumentativo e identificar, nos textos produzidos pelos alunos, marcas sinalizadoras do aprimoramento da cadeira argumentativa. Nesse processo, foram escritos (e reescritos) textos de diversos gêneros, tais como: cartas, convites, artigos de opinião. Essas peças de escrita levaram os participantes do projeto à realização de diferentes atividades, sendo uma de especial relevância para o grupo: uma visita orientada ao IFRN. Além disso, discentes e docente vivenciaram um debate regrado com a participação de agentes externos ao cursinho e decorreu desse debate a produção de outros textos argumentativos: carta argumentativa e artigo de opinião. A análise dos dados demonstra que essas práticas de escrita, desenvolvidas de forma colaborativa, prepararam os estudantes para o enfrentamento do Exame de Seleção do IFRN, razão por que houve uma significativa conquista de vagas no grupo. Outro ganho, ainda mais importante, é a compreensão de que argumentar é uma técnica crucial para demandas cotidianas e, por isso, saber argumentar subsidia o cidadão a responder, com mais autonomia, às problemáticas que a vida em sociedade nos impõe.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24329
Aparece nas coleções:PROFLETRAS - Natal - Mestrado em Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LianaMariaLemosDeOliveira_DISSERT.pdf2,43 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.