Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24339
Title: INSATE: prototipando saúde
Authors: Pereira, Matheus Ferraz Petrovich
Keywords: Prototipagem;Inovação;Ensino;Saúde;Anatomia;Modelos para simulação
Issue Date: 4-Aug-2017
Citation: PEREIRA, Matheus Ferraz Petrovich. INSATE: prototipando saúde. 2017. 43f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ciência, Tecnologia e Inovação) - Escola de Ciências e Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Portuguese Abstract: Limitações éticas, legais e técnicas comprometem estudos da anatomia humana. Vieria et al (2013) e Marrey Neto (2006) evidenciam que o alto custo de manutenção, a dificuldade em se obter corpos e o risco que materiais de conservação apresentam à saúde daqueles que frequentam laboratórios anatômicos configuram-se como entraves ao estudo de anatomia pelos métodos tradicionais. Ainda, a análise do cenário a partir de diálogos com profissionais da área, identificou que modelos anatômicos sintéticos por vezes não têm o realismo desejado para determinadas aplicações. É dentro desse contexto que se insere o projeto de pesquisa centrado no desenvolvimento de soluções para capacitações e diagnósticos na área da saúde a partir de processos de prototipagem. Com o objetivo de transbordar a ideação para o mercado, o projeto foi fundamentado na metodologia do Design Thinking . A fim de entender a relação dos indivíduos com o problema, foram conduzidas entrevistas embasadas no Canvas de Proposta de Valor, e a conversão do problema em negócio fez-se utilizando o Canvas de Modelo de Negócios. Com o propósito de validar as propostas elaboradas foram desenvolvidos três produtos para avaliação por parte de clientes e profissionais da área. A partir de retorno recebido, pôde-se concluir que as linhas de produto e serviço propostas têm aderência ao mercado e representam uma potencial inovação na forma de lecionar, praticar, planejar e conduzir procedimentos na área da saúde.
Abstract: Ethical, legal, and technical limitations compromise the studies of human anatomy. Vieria et al (2013) and Marrey Neto (2006) show that a high maintenance cost, the difficulty in obtaining bodies and the risk that conservation materials present to the health of those who come in contact with them in anatomical laboratories constitute obstacles to the study of anatomy through traditional methods. Still, a scenario analysis based on interviews with healthcare professionals, identified that synthetic anatomical models sometimes do not have the realism desired for certain applications. It is within this context that resides the research project centered on the development of solutions for training and diagnostics in the healthcare area from prototyping processes. In order to transform the idea into a business, the project was based on the Design Thinking methodology. In order to understand the relationship of individuals with the problem, interviews were conducted based on the Value Proposition Canvas, and the conversion of the problem into a business was done using the Business Model Canvas. With the purpose of validating the proposals elaborated, three products were developed for evaluation by clients and professionals of the area. From the feedback received, it could be concluded that the proposed products and services have market adherence and represent a potential innovation in the way of teaching, practicing, planning and conducting health procedures.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24339
Appears in Collections:MPCTI - Mestrado profissional em Ciência, Tecnologia e Inovação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
INSATEPrototipandoSaúde_Pereira_2017.pdf7.33 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.