Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24816
Título: "Aconchego do Lar": desvelando o acolhimento familiar no RN
Autor(es): Jacobina, Laís Fernandes
Palavras-chave: Políticas públicas;Infância;Adolescência;Acolhimento familiar
Data do documento: 6-Fev-2018
Citação: JACOBINA, Laís Fernandes. "Aconchego do Lar": desvelando o acolhimento familiar no RN. 2018. 188f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Resumo: As a formal alternative to defend the rights of children and adolescents, the Foster Care Service (FCS) comes from the need to prevent the referral of children and adolescents to institutions, so it is inserted in a process of reformulation of the protection policy and the guarantee of the rights of children and adolescents. In this context, the target municipality of this research is a pioneer in the implementation of the service in Rio Grande do Norte (RN).Therefore, the insertion of the FCS in the socio assistance network of the municipality is discussed, from the perspective of the actors involved in its operation: technical team, coordinator, families (host and original), foster child, Child Care Council, Promoter of Justice and Judge. Based on semi-structured interviews, an analysis of the conceptions of these actors on the FCS was accomplished, of the role they play, trying to understand how it was the implementation process of the FCS and whether it is considered as an alternative care for the child and adolescent population. From the reading of the collected material, three preponderant axes of analysis were inferred: I - Conceptions about the FCS; II - Role played in the FCS and III - FCS in the local context. The study shows that family shelter is considered to be an interesting alternative for the care of children and adolescents of the municipality, although there are still difficulties regarding the adolescent public. It was emphasized the individualized attention and affectivity in the relationship between the child/adolescent and the foster family environment, which was considered more salutary than the institutional one. However, the insertion of the FCS in the social assistance network has been experienced with reservations by some actors, and there is still a long way to achieve the solidification of this service in the network, as there are still challenges to be overcome, such as, among others, greater dissemination of information on the FCS in the region, and consequent growth in the register of foster families.
metadata.dc.description.resumo: Como alternativa formal de defesa dos direitos do público infantojuvenil, o Serviço de Acolhimento Familiar (SAF) surge pela necessidade de prevenir-se o encaminhamento de crianças e adolescentes a instituições, logo, encontra-se inserido em um processo de reformulação da política de proteção e garantia dos direitos das crianças e adolescentes. Nesse contexto, o município alvo desta pesquisa é pioneiro na implantação do serviço no Rio Grande do Norte (RN). Assim, discute-se a inserção do SAF na rede socioassistencial do município, sob a perspectiva dos atores envolvidos em seu funcionamento: equipe técnica, coordenador, famílias (acolhedora e de origem), criança acolhida, Conselho Tutelar, Promotor de Justiça e Juiz. A partir de entrevistas semiestruturadas, foi realizada uma análise acerca das concepções destes atores sobre o SAF, do papel que exercem, buscando compreender como se deu o processo de implantação do SAF e se ele é considerado uma alternativa de cuidados à população infantojuvenil. A partir da leitura do material coletado, depreenderam-se três eixos de análise preponderantes: I - Concepções sobre o SAF; II - Papel desempenhado no SAF e III – O SAF no contexto local. O estudo mostra que o acolhimento familiar é considerado uma interessante alternativa de atendimento às crianças e adolescentes do município, embora ainda existam dificuldades quanto ao público adolescente. Foi ressaltada a atenção individualizada e a afetividade no convívio entre a criança/adolescente e a família acolhedora, em um ambiente familiar, o qual foi considerado mais salutar que o institucional. Todavia, a inserção do SAF na rede socioassistencial, tem sido vivenciada com reservas por alguns atores, havendo ainda um caminho a ser percorrido para alcançar a solidificação desse serviço na rede, pois ainda existem desafios a serem vencidos, como, dentre outros, maior disseminação de informações sobre o SAF na região, e consequente crescimento do cadastro de famílias acolhedoras.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24816
Aparece nas coleções:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
LaisFernandesJacobina_DISSERT.pdf1,41 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.