Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24949
Title: Efeitos do Kinesio Taping em mulheres com dor lombar crônica não específica
Authors: Macedo, Liane de Brito
Keywords: Bandagem;Coluna vertebral;Eletromiografia;Músculos paraespinhais
Issue Date: 19-Feb-2018
Citation: MACEDO, Liane de Brito. Efeitos do Kinesio Taping em mulheres com dor lombar crônica não específica. 2018. 74f. Tese (Doutorado em Fisioterapia) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Abstract: Background: Low back pain is one of the most common health problems in the world population, leading individuals who suffer from this condition too seek for different treatments for their pain including the Kinesio Taping® (KT). Objective: Investigate the effects of Kinesio Taping® on chronic nonspecific Low Back Pain (LBP) women. Methods: This is an assessor blinded randomised controlled trial, composed by 108 women with chronic nonspecific low back pain. All the participants were initially submitted to an evaluation of the pain sensation, disability, trunk range of motion and neuromuscular performance. After the initial evaluation they were randomly allocated into four different groups for the intervention: control group (it will not apply any tape), KT with tension group (apply the Kinesio Taping with tension in the erector spine muscles), KT without tension group (apply the Kinesio Taping without tension in the erector spine muscles) and Micropore® group (apply Micropore® in the erector spine muscles). Three days after intervention a new evaluation was performed, similar to the first one; soon after, the KT was removed and a third evaluation was done, ten days after intervention. Results: Pain relief was observed for KTT group (p=0.003) and KTNT group (p=0.004) compared to control group at 3 days after intervention. For disability there was difference between control group and KTT group at three (p=0.004) and 10 days (p=0.016) after intervention. For median frequency, there was a difference between control group and KT with and without tension groups (p=0.008 and p=0.020, respectively), whereas for sustained time, it was observed a difference between control group and all the other groups (p=0.017 - GCT; p=0.014 - GST; and p=0,039 - GM). Conclusion: KT with or without tension reduces pain and muscle fatigue, and disability when applied with tension, in chronic non-specific LBP women.
Portuguese Abstract: Introdução: a dor lombar é um dos problemas de saúde mais comuns na população mundial, levando os indivíduos que sofrem desse sintoma à procura de diferentes recursos para seu alívio, dentre eles o Kinesio Taping® (KT). Objetivo: analisar os efeitos do Kinesio Taping® em mulheres com dor lombar crônica não específica. Métodos: trata-se de um ensaio controlado, randomizado, com um avaliador cego, composto por 108 mulheres com dor lombar crônica (DLC) não específica. Todas foram inicialmente submetidas à avaliação da sensação dolorosa, auto relato de incapacidade, amplitude de movimento do tronco e do desempenho neuromuscular. Após a avaliação inicial, as voluntárias foram aleatoriamente divididas em quatro grupos para a realização da intervenção: controle (GC, não receberam intervenção), Kinesio Taping com tensão (GCT, aplicou o KT com tensão na região dos músculos eretores da coluna), Kinesio Taping sem tensão (GST, aplicou o KT sem tensão na região dos músculos eretores da coluna) e Micropore® (GM, aplicou Micropore® na região dos músculos eretores da coluna). Três dias após a intervenção uma nova avaliação foi realizada, idêntica à primeira; logo após, o KT foi retirado e uma terceira avaliação foi realizada, dez dias após a intervenção. Resultados: foi observada uma redução da dor para o grupo KT com tensão (p=0,003) e para o grupo KT sem tensão (p=0,004) comparados ao grupo controle três dias após a intervenção. Para incapacidade houveram diferenças estatísticas entre o grupo controle e o grupo KT com tensão em 3 dias (p=0,004) e 10 dias (p=0,016) após a intervenção. Para a variável frequência mediana, foi encontrada uma diferença entre o grupo controle e os grupos KT com e sem tensão (p=0,008 e p=0,020, respectivamente), enquanto que para tempo de sustentação da fadiga, observou-se diferença entre o grupo controle e todos os demais grupos (p=0,017 para GCT; p=0,014 para GST; e p=0,039 para GM). Conclusão: o KT reduz dor e fadiga muscular, quando aplicado com ou sem tensão, e incapacidade, quando aplicado com tensão, em mulheres com dor lombar crônica não específica.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/24949
Appears in Collections:PPGFS - Doutorado em Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LianeDeBritoMacedo_TESE.pdf908,59 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.