Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26441
Title: Um estudo sobre as barreiras no processo de internacionalização das empresas incubadas em Natal/RN
Authors: Costa Júnior, João Florêncio da
Keywords: Internacionalização;Barreiras à internacionalização;Incubadoras
Issue Date: 27-Nov-2018
Citation: COSTA JÚNIOR, João Florêncio da. Um estudo sobre as barreiras no processo de internacionalização das empresas incubadas em Natal/RN. 2018. 142f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Devido ao cenário mundial de transformações contínuas e alta competitividade, no qual os modelos de negócios tornam-se cada vez mais dinâmicos e inovadores; existe uma necessidade constante das empresas e empreendedores buscarem adotar uma estratégia de internacionalização como pré-requisito não apenas para expansão, mas para a própria sobrevivência das empresas. Essa necessidade diz respeito não apenas às grandes corporações, mas também às micro, pequenas e médias empresas, que não podendo mais contar apenas com o mercado local para garantir sua existência e sem possuir as vantagens competitivas das empresas de grande porte, enfrentam diversas barreiras durante todo o processo de internacionalização. As incubadoras de empresas, nesse contexto, possuem um papel seminal no processo de internacionalização de empresas incubadas, oferecendo aos empreendedores as ferramentas, expertise e infraestrutura para o desenvolvimento internacional de seus empreendimentos. Partindo destes pressupostos, o presente trabalho teve como objetivo geral identificar, a partir da perspectiva dos empreendedores locais, as barreiras ao processo de internacionalização das empresas incubadas em Natal/RN. Também se buscou avaliar a perspectiva dos gestores das incubadoras acerca do suporte dado à internacionalização das empresas incubadas assim como identificar as empresas com estratégias de internacionalização já em andamento e, por fim, propor estratégias viáveis para facilitar a internacionalização das empresas e maximizar a eficiência das incubadoras. A pesquisa realizada foi exploratória e descritiva, pois buscou analisar as barreiras existentes para a internacionalização de empresas incubadas a partir da perspectiva dos empreendedores locais, dado que estudos semelhantes ainda não haviam sido levados a termo, descrevendo assim, fatos e fenômenos da realidade relativos a essas organizações e suas perspectivas frente ao mercado internacional, analisando variáveis qualitativas e quantitativas. Através da pesquisa bibliográfica e documental, foi realizada uma análise das barreiras existentes para a internacionalização de empresas em diversas partes do mundo e, a partir daí, desenvolveu-se um instrumento de pesquisa utilizando uma escala tipo Likert de cinco pontos, de modo a quantificar e mensurar as opiniões e expectativas dos empreendedores e gestores das incubadoras ante estas barreiras. Ao todo foram analisadas 25 empresas distribuídas em três incubadoras: Instituto Metrópole Digital-Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Incubadora Tecnológica Natal Central-Instituto Federal do Rio Grande do Norte e EMPREENDE-Universidade Potiguar. Como resultado, foi possível definir as barreiras mais prementes enfrentadas pelos empreendedores locais no processo de internacionalização em dois grupos distintos: (1) Barreiras externas exacerbadas pelas limitações técnicas dos empreendedores e incubadoras e (2) Barreiras de gestão estratégica associadas ao network deficiente e à falta de planejamento voltado para expansão internacional. Constatou-se também que a influência das incubadoras no suporte dado à internacionalização das empresas incubadas, ainda que existente, é assistemática e insuficiente. Por fim, à luz do conhecimento adquirido, diversas linhas de estratégias foram propostas de modo a maximizar o network, aprimorar a gestão da inovação e do conhecimento, e superar as limitações técnicas encontradas.
Abstract: Due to the global reality of constant transformations and increased competitiveness, wherein organizations become progressively more dynamic and innovative; there is a constant need for companies and entrepreneurs to find alternatives to internationalize their business models as a strategy not only of expansion, but also survival. This reality is imperative not exclusively to large corporations, but also to small and medium enterprises that can no longer rely on their local market to guarantee their existence neither have the competitive advantages of large scale organizations, thus being prone to encounter several barriers throughout the internationalization process. Business incubators have a seminal role in the internationalization process of incubated companies, offering to entrepreneurs the tools, know-how and facilities for international development and expansion. Following these premises, the present work endeavours to identify, from the local entrepreneurs’ perspective, the barriers to the process of internationalization of the companies incubated in Natal/RN. There were also two further objectives: (1) to evaluate the perspective of business incubators’ managers about the support given by their organizations for the internationalization of incubated businesses, (2) to asses which companies are already following a strategy of internationalization, and (3) to propose viable strategies to expand these businesses internationally and maximize the efficiency of incubators. The research can be classified as exploratory and descriptive, as it was sought to analyse the existing barriers to the internationalization of local incubated businesses from the entrepreneurs’ perspective – which had not been done before – and subsequently to describe facts and phenomena about the reality of these local organizations and their perspectives on the international market through the analysis of quantitative and qualitative variables. Based on the bibliographical and documentary research, it was built a theoretical framework about the existing barriers to the internationalization of incubated companies, which in turn, allowed for the development of a research instrument using a five-point Likert scale, in order to quantify and measure the opinions and expectations from both entrepreneurs and business incubator managers about internationalization barriers. In total, 25 businesses across three incubators were analysed: Instituto Metrópole Digital-Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Incubadora Tecnológica Natal Central-Instituto Federal do Rio Grande do Norte e EMPREENDEUniversidade Potiguar. As a result of that, it was possible to define the nature of the most pressing barriers faced by local entrepreneurs vis-à-vis the internationalization process into two groups: (1) External barriers increased by entrepreneurs’ and incubators’ technical limitations and (2) Strategic management barriers associated with poor networking and lack of an international expansion planning. It was also noticed that the influence of the studied business incubators on the internationalization process of the incubated businesses, albeit existing, is unsystematic and insufficient. Finally, based on the knowledge acquired, several strategy lines were proposed in order to maximize the networking process, improve innovation and knowledge management, and overcome technical limitations.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26441
Appears in Collections:PPGEP - Mestrado em Engenharia de Produção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estudosobrebarreiras_CostaJúnior_2018.pdf1.8 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.