Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27212
Title: Revisão da família Geastraceae corda (Geastrales, Basidiomycota) com ênfase em espécies neotropicais
Authors: Sousa, Julieth de Oliveira
Keywords: Barcode;Estrelas-da-terra;Fungos gasteroides;Phallomycetidae;Taxonomia
Issue Date: 26-Feb-2019
Citation: SOUSA, Julieth de Oliveira. Revisão da família Geastraceae corda (Geastrales, Basidiomycota) com ênfase em espécies neotropicais. 2019. 164f. Tese (Doutorado em Sistemática e Evolução) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Cerca de 97% das espécies fúngicas existentes ainda não foram descritas pela ciência, mesmo a identificação sendo embasamento para uma gama de estudos aplicados (e.x. bioprospecção, evolução, ecologia, conservação). A utilização dos códigos de barras moleculares (barcodes) vem auxiliando a delimitação de espécies. Sobretudo para os fungos gasteroides (Basidiomycota), o espaçador transcrito interno do DNA ribossômico nuclear (ITS) vem demostrando eficiência para o descobrimento de uma diversidade escondida. A família Geastraceae é constituída pelos gêneros gasteroides Geastrum e Myriostoma, sendo os espécimes popularmente conhecidos como estrelasda-terra (earthstars). Embora seja uma das mais ricas da ordem Geastrales, o conhecimento sobre a diversidade desta família apresenta lacunas, especialmente na região Neotropical, onde há países megadiversos, “hotspots” e ecossistemas tropicais, os quais demonstram elevado potencial para abrigar uma diversidade escondida. Assim, objetiva-se revisar coleções de representantes da família Geastraceae, enfatizando os que apresentam distribuição Neotropical. As análises basearam-se em dados morfológicos e moleculares. Foram investigadas 215 amostras provenientes de 10 diferentes herbários nacionais e internacionais; sendo destas 14 coleções tipo. A metodologia consistiu em uma profunda revisão dos caracteres morfológicos, além de análises filogenéticas moleculares das regiões ITS, LSU, ATP6, RPB2 e TEF1α, sobre os critérios de Máxima Parcimônia, Máxima Verossimilhança e Inferência Bayesiana. Foram geradas 186 sequências novas, as quais foram comparadas com 294 sequências homólogas provenientes do banco de dados GenBank. Foram descritas 12 espécies novas de Geastrum: G. laevisporum J.O. Sousa & Baseia; G. pusillipilosum J.O. Sousa et al.; G. verrucoramulosum T.S. Cabral, J.O. Sousa & Baseia; G. magnosporum J.O. Sousa et al.; G. caatingense J.O. Sousa, M.P. Martín & Baseia; G. parvistellum J.O. Sousa, M.P. Martín & Baseia; G. baculicrystallum J.O. Sousa et al.; G. brunneocapillatum J.O. Sousa et al.; G. courtecuissei P.-A. Moreau & C. Lécuru, G. neoamericanum J.O. Sousa et al.; G. rubellum P.-A. Moreau & C. Lécuru; G. rubropusillum J.O. Sousa et al. O nome Geastrum hirsutum Baseia & Calonge foi revalidado e teve sequência de seu parátipo disponibilizano GenBank. Para o gênero Myriostoma duas espécies novas foram descritas: M. calongei Baseia, J.O. Sousa, & M.P. Martín e M. australianum J.O. Sousa Baseia & M.P. Martín; ademais, foram propostas duas combinações novas: M. areolatum (Calonge & M. Mata) M.P. Martín, J.O. Sousa & Baseia e M. capillisporum (V.J. Stanek) L.M. Suz et al. Foram propostos, também, um lectótipo e um epitipo para a espécie M. coliforme (Dicks.) Corda. Os dados gerados por esta revisão modificaram as interpretações sobre a sistemática de Geastraceae, sendo possível comprovar que os complexos de espécies existentes subestimavam a diversidade da família Geatraceae em região Neotropical.
Abstract: About 97% of existing fungi species have not been described by science, although the identification being the basis for many appliced studies (ex: bioprospecting, evolution, ecology, conservation). Barcodes have been very useful to species delimitation. Mainly for gasteroid fungi (Basidiomycota), the Internal Transcribed Spacer of Nuclear rDNA (ITS) has demonstrated to be very efficacy to discover hidden diversity. The family Geastraceae is constituted by the gasteroid genus Geastrum and Myriostoma, being the specimens popularly known as earthstars. Although it is one of the richest families in the Geastrales order, the knowledge about the diversity of this family has gaps, especially in the Neotropical region, where there are megadiverse countries, “hotspots” and tropical ecosystems, which have high potential to shelter hidden diversity. Thus, this study aimed to review collections of family Geastraceae, emphasizing those with Neotropical distribution. Two hundred and fifteen samples from 10 distinct international and national fungal collections were investigated, of these, 14 type collections. The methodoly consisted in a deep revision of morphological characters, besides the molecular phylogenetic analyses of the DNA regions ITS, LSU, ATP6, RPB2 e TEF1α, following Maximum Parsimony, Maximum Likelihood and Bayesian inference criteria. There were generated 186 new sequences, which were compared with 294 homologue sequences from GenBank data. Twelve news species of Geastrum were described: G. laevisporum J.O. Sousa & Baseia; G. pusillipilosum J.O. Sousa et al.; G. verrucoramulosum T.S. Cabral, J.O. Sousa & Baseia; G. magnosporum J.O. Sousa et al.; G. caatingense J.O. Sousa, M.P. Martín & Baseia; G. parvistellum J.O. Sousa, M.P. Martín & Baseia; G. baculicrystallum J.O. Sousa et al.; G. brunneocapillatum J.O. Sousa et al.; G. courtecuissei P.-A. Moreau & C. Lécuru, G. neoamericanum J.O. Sousa et al.; G. rubellum P.-A. Moreau & C. Lécuru; G. rubropusillum J.O. Sousa et al. For the genus Myriostoma, two new species were described: M. calongei Baseia, J.O. Sousa, & M.P. Martín and M. australianum J.O. Sousa Baseia & M.P. Martín; moreover, two new combinations were proposed: M. areolatum (Calonge & M. Mata) M.P. Martín, J.O. Sousa & Baseia and M. capillisporum (V.J. Stanek) L.M. Suz et al. A lectotype and an epitype for the specie M. coliforme (Dicks.) Corda was elected. The data generated by this revision changed the systematic interpretations about the family Geastraceae, it was possible to prove that there were species complex which underestimated the knowledge about the richness of this family in Neotropical region.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27212
Appears in Collections:PPGSE - Doutorado em Sistemática e Evolução

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RevisãofamíliaGeastraceae_Sousa_2019.pdf8,82 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.