Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27322
Title: A escola que os índios querem: experiência escolar indígena Potiguara no Catu dos Eleotérios em Canguaretama/RN
Authors: Cardoso, Halisson Seabra
Keywords: Profhistória;Cidadania e identidade social;Escola indígena diferenciada;Catu dos Eleotérios (RN)
Issue Date: 26-Feb-2019
Citation: CARDOSO, Halisson Seabra. A escola que os índios querem: experiência escolar indígena Potiguara no Catu dos Eleotérios em Canguaretama/RN. 2019. 88f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História - Profhistoria) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: A Constituição Brasileira de 1988 é clara quando reconhece aos indígenas no Brasil os direitos às diferenças. Algumas das ameaças sobre a autonomia dos povos indígenas em nosso país na construção da sua própria história são as políticas públicas “para índios”, entre as quais a educação escolar nos territórios indígenas. A escola, sendo uma instituição externa à realidade histórica dos indígenas, pode ameaçar os grupos a quem ela abrange se tornando, como escreveu Gallois, uma “armadilha para a domesticação de conhecimentos”. Por outro lado, se esta escola for inserida nas situações vivenciadas pelos povos indígenas atendendo suas demandas e respeitando o caráter diferenciado, onde cada povo escolhe a escola que deseja, esta instituição pode ser uma ferramenta de empoderamento para o exercício da autonomia. Em razão dos efeitos de uma abrangente política indigenista, esta pesquisa buscou analisar o impacto de uma escola indígena em seu potencial caráter diferenciado para um povo indígena. A instituição escolhida para análise foi a escola indígena João Lino da Silva entre os Potiguara do Catu dos Eleotérios, localizada no município de Canguaretama – RN. A referida escola é a primeira escola indígena diferenciada no estado do Rio Grande Norte, tendo iniciadas as atividades com caráter diferenciado no ano de 2009, quando então, toda uma política didático-pedagógica foi reformulada com o fim de se enquadrar nos dispositivos legais da Educação nacional brasileira para os povos indígenas; neste sentido, justifica-se o recorte temporal desta pesquisa, entre 2009 e 2018, desde o efetivo funcionamento da escola indígena João Lino da Silva a atualidade. Este estudo foi realizado com base na chamada “nova história indígena” e na legislação educacional a respeito, além do acompanhamento da Educação Escolar Indígena.
Abstract: Brazilian Constitution of 1988 is clear when it ensures brazilian indigenous peoples about their right to difference. Some of the threats that extend over the autonomy of brazilian indigenous peoples in the construction of its own history are public policies “to Indians", among them the education in indigenous territories. The school, being an institution external to the historical reality of the indigenous, can threaten the groups to whom it covers becoming, as Gallois says, a "trap for the domestication of knowledge". On the other hand, if this school is inserted in the situations lived by the indigenous peoples attending their demands and respecting the differentiated character, where each people chooses the school that wishes, this institution can be a tool of empowerment for the exercise of the autonomy. Due to the effects of a comprehensive indigenous policy, this research sought to analyze the impact of an indigenous school on its potential differentiated character for an indigenous people. The institution chosen for analysis was the indigenous school João Lino da Silva among the Potiguara of Catu dos Eleotérios, located in the municipality of Canguaretama - RN. This school is the first differentiated indigenous school in the state of Rio Grande do Norte, and began activities with a differentiated character in 2009, when then, a whole didacticpedagogical policy was reformulated in order to fit the legal provisions of Education for indigenous peoples; in this sense, it is justified the temporal cut of this research, from 2009 to 2018, since the actual functioning of the current João Lino da Silva indigenous school. This study was carried out based on the so-called "new indigenous history" and on the educational legislation regarding it, besides the accompaniment of the Indigenous School Education.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27322
Appears in Collections:PROFHISTORIA - Mestrado Profissional em Ensino de História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Escolaíndiosquerem_Cardoso_2019.pdf1,73 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.