Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27587
Title: Estudo da fibrose cística: efeitos de um programa de treinamento intervalado de alta intensidade sobre desfechos clínicos e qualidade de vida e validação de um instrumento de avaliação do conhecimento sobre a doença
Authors: Monteiro, Karolinne Souza
Keywords: Fibrose cística;Intolerância à glicose;Treinamento intervalado de alta intensidade;Estudos de validação;Conhecimento
Issue Date: 9-Jul-2019
Citation: MONTEIRO, Karolinne Souza. Estudo da fibrose cística: efeitos de um programa de treinamento intervalado de alta intensidade sobre desfechos clínicos e qualidade de vida e validação de um instrumento de avaliação do conhecimento sobre a doença. 2019. 269f. Tese (Doutorado em Fisioterapia) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Estudo 1: Efeitos de um programa de treinamento intervalado de alta intensidade na tolerância à glicose de crianças e adolescentes com fibrose cística: ensaio clínico controlado, randomizado e cego. Objetivo: Verificar os efeitos de um programa de treinamento intervalado de alta intensidade na tolerância à glicose e outros desfechos de saúde de crianças e adolescentes com fibrose cística (FC). Metodologia: Ensaio clínico controlado, randomizado e cego, realizado de junho/2018 a junho/2019, na Unidade da Criança e do Adolescente do Hospital Universitário Onofre Lopes, Natal-RN. Foram incluídos 10 participantes de 6 a 18 anos, de ambos os sexos, com diagnóstico de FC, randomizados e alocados em blocos: grupo controle (GC) e grupo experimental (GE). Ambos receberam intervenção educacional. O GE realizou treinamento intervalado de alta intensidade por 3x/semana, durante 8 semanas, em domicílio. O desfecho primário foi a tolerância à glicose. Os desfechos secundários foram função pulmonar, força muscular respiratória, tolerância ao exercício, qualidade de vida e exacerbações. Resultados: O GC foi composto por quatro participantes e o GE por seis participantes. Não houve diferença intragrupo controle e intergrupo de todos os desfechos. Houve diferença entre as avaliações pré e follow-up apenas da área sob a curva da glicose (p=0,04) intragrupo experimental. Não houve exacerbações da FC durante o período do estudo. Conclusão: O programa de treinamento intervalado de alta intensidade não foi capaz de melhorar a tolerância à glicose e demais desfechos de saúde em crianças e adolescentes de 6 a 18 anos com FC. Estudo 2: Tradução, adaptação transcultural e avaliação psicométrica da versão brasileira da Cystic Fibrosis Knowledge Scale (CFKS). Objetivo: Traduzir, adaptar transculturalmente e analisar as propriedades psicométricas da Cystic Fibrosis Knowledge Scale (CFKS). Metodologia: Estudo metodológico exploratório e psicométrico, que envolveu tradução, adaptação transcultural e avaliação das seguintes propriedades psicométricas: confiabilidade, viabilidade, validades de constructo, preditiva, concorrente e discriminante. Resultados: A versão brasileira da CFKS apresentou elevada consistência interna (α=0,91), efeitos chão e teto moderados, sem diferenças no escores teste-reteste. Os resultados do teste de Kaiser-Meyer-Olkin (KMO=0,93) e o teste de esfericidade de Barlett (χ²=3737,54; p=0,00) indicaram adequado ajuste dos dados, permitindo a realização da análise fatorial exploratória. A exploração fatorial identificou três dimensões: “aspectos medicamentosos, fisioterapêuticos e interação social”, “aspectos gastrointestinais, genéticos e reprodutivos”, “aspectos nutricionais”. Houve boa validade preditiva, com diferença nos escores da versão brasileira da CFKS entre todos os grupos avaliados (p<0,001), boa validade discriminante, visto que indivíduos com asma possuem maior conhecimento da asma em comparação à FC (r= 0,401; p=0,005), porém, não houve diferença entre o tempo de diagnóstico e o conhecimento em FC (r= -0,25; p=0,11) nem entre a adesão ao tratamento e o conhecimento em FC (r= -0,04; p=0,77). Conclusão: A tradução, adaptação transcultural e avaliação das propriedades psicométricas da versão brasileira da CFKS indicaram que a escala é capaz de fornecer medidas válidas, confiáveis e reprodutíveis na avaliação do conhecimento da FC.
Abstract: Study 1: Effects of high-intensity interval program on glucose tolerance in children and adolescents with cystic fibrosis: a randomized controlled trial. Aim: To verify the effects of high intensity interval training on the glucose tolerance and other health outcomes of children and adolescents with cystic fibrosis. Methodology: Controlled, randomized and blinded clinical trial, performed from June/2018 to June/2019, at the Child and Adolescent Unit of the University Hospital Onofre Lopes, Natal-RN. There were included 10 individuals, male and female, diagnosed with CF, from 6 to 18 years old. They were allocated and randomized into blocks: control group (CG) and experimental group (EG). Both received educational intervention and the EG performed high intensity interval training 3x/week for 8 weeks at home. The primary outcome was glucose tolerance. The secondary outcomes were pulmonary function, respiratory muscle strength, exercise tolerance, quality of life, and exacerbations. Results: There was no intragroup control and intergroup difference of all outcomes. There was a difference between the pre and follow-up evaluations only of the area under the curve of the glucose (p = 0.04) intragroup experimental. Conclusion: High intensity interval training was not able to increase glucose tolerance and other health outcomes in children and adolescents aged 6 to 18 years with CF. Study 2: Translation, cross-cultural adaptation and psychometric evaluation of the Brazilian version of the Cystic Fibrosis Knowledge Scale (CFKS) Aim: To translate, cross-culturally adapt and analyze the psychometric properties of the Cystic Fibrosis Knowledge Scale (CFKS). Methodology: Exploratory and psychometric methodological study that involved translation, cross-cultural adaptation and evaluation of the following psychometric properties: reliability, viability, construct, predictive, concurrent and discriminant validity. Results: The Brazilian version of CFKS showed high internal consistency (α = 0.91), moderate floor and ceiling effects, with no differences in test-retest scores. The results of the Kaiser-Meyer-Olkin test (KMO = 0.93) and the Barlett sphericity test (χ² = 3737.54; p = 0.00) indicated an adequate adjustment of the data, allowing the exploratory factorial analysis. Factorial exploration identified three dimensions: "medicinal, physiotherapeutic and social interaction aspects", "gastrointestinal, genetic and reproductive aspects", and "nutritional aspects". There was good predictive validity, with a difference in the scores of the Brazilian version of the CFKS among all the evaluated groups (p <0.001), good discriminant validity, since individuals with asthma had greater knowledge of asthma compared to CF (r = 0.401, p = 0.005). However, there was no difference between the time of diagnosis and knowledge on CF (r = -0.25, p = 0.11) neither between treatment adherence and knowledge on CF (r = -0.04; p = 0.77). Conclusion: The translation, cross-cultural adaptation and evaluation of the psychometric properties of the Brazilian version of the CFKS indicated that the scale is able to provide valid, reliable and reproducible measures in the evaluation of the knowledge about CF.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/27587
Embargoed until: 2021-07-22
Appears in Collections:PPGFS - Doutorado em Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estudofibrosecística_Monteiro_2019.pdf
Restricted Access Until 2021-07-21
13,43 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.