Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/1/6012
Título: A criança [pobre] em escola católica na cidade paroquial de Jardim do Seridó (Rio Grande do Norte, 1943-1951)
Autor(es): Araújo, Marta Maria de
Palavras-chave: Rio Grande do Norte;Dom José de Medeiros Delgado;Escola Rural “Jardim Seridoense";Escola Católica;Materialidade educativa
Data do documento: 2009
Editor: Educação e Filosofia
Citação: ARAÚJO, M. M. (2009)
Resumo: A escolarização primária da criança pobre nas décadas de 1940 e 1950, no Rio Grande do Norte, postula ao historiador da educação investigá-la a partir de constatações empíricas. Por um lado, a educação escolar e a assistência social e material estiveram conjugadas pela cooperação celebrada por órgãos federais, organismos internacionais, instituições estaduais e a Igreja Católica. Por outro lado, impelido pela grave situação social da criança sem escola, mal vestida, de pés-descalços e subalimentada, a vaguear ociosamente nas cidades paroquiais e em suas capelas, na então região do Seridó, Dom José de Medeiros Delgado (1941-1951), o primeiro bispo de Caicó (RN) emplantou nesses lugares uma rede de 18 escolas católicas primárias genericamente denominadas Escola do Pobre, orientadas pela Casa do Pobre, à época órgão de direção das atividades assistenciais da Igreja Católica local. A investigação nucleada em torno da problemática do alfabetismo tem o objetivo de refletir sobre a materialidade educativa instaurada na Escola [do pobre] Rual “Jardim Seridoense”, da cidade paroquial de Jardim do Seridó 9RN) no período de 1743-1951. Considerando estritamente as singularidades dessa instituição católica, ancoramo-nos em construtos teóricos de cultura escolar e de cultura de escola, desenvolvido pelo historiador da educação João Barroso (2004), que partiu das inter relações entre organizações societária e instituição educacional. Coincidindo sua instalação com a fase correspondente à planificação nacional da escolarização primária, a Escola [do pobre] Rural “Jardim Seridoense” ergue-se, à semelhança de suas congêneres, como instituição social por execelência com o ensejo de que as crianças de 7 a 12 anos se aposassem de conhecimentos culturais mínimos e de hábitos de trabalho para ofícios em demandas à poca. _
Descrição: ARAÚJO, M. M. A criança [pobre] em escola católica na cidade paroquial de Jadrdim do Seridó (Rio Grande do Norte, 1943-1951). Educação e Filosofia (UFU. Impresso), v. 23, n.46, p. 19-36, 2009
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/1/6212
http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/1/6012
ISSN: 1982-596X
Aparece nas coleções:CE - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2009Art_a crianca pobre_MartaMA.pdf127,65 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons