Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14266
Título: O ideário modernizador do governo graccho cardoso (1922-26) e a reforma da instrução pública de 1924 em Sergipe
Autor(es): Azevedo, Crislane Barbosa de
Palavras-chave: Ensino primário;modernidade;e ducação;reforma da Instrução Pública;Sergipe
Data do documento: 17-Mai-2010
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: AZEVEDO, Crislane Barbosa de. O ideário modernizador do governo graccho cardoso (1922-26) e a reforma da instrução pública de 1924 em Sergipe. 2010. 301 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
metadata.dc.description.resumo: A década de 1920 foi expressiva em mudanças no Brasil. Na área educacional, especificamente, fervilhava a vinculação entre educação, reformas e modernidade e Sergipe não ficou alheio a este movimento. Na presente investigação analisamos o ideário modernizador do governo Graccho Cardoso (1922-26) em Sergipe por meio do seu projeto educacional reformador de 1924. Para tanto, buscamos compreender as representações e apropriações sobre educação e modernidade presentes na administração Graccho Cardoso e seus efeitos sobre a instrução pública primária, enfatizando os grupos escolares. Examinamos o processo de apropriação vivido pelo Diretor Geral da Instrução sergipana acerca dos preceitos educacionais paulistas fruto da reforma Sampaio Dória , que serviriam de base para a Reforma de 1924. Analisamos a Reforma da Instrução sergipana como ordenamento jurídico, atendo-nos às determinações referentes a: manutenção, direção e inspeção do ensino; matrículas, aulas, materiais didáticos e exames escolares; professores; aspectos disciplinares e de higiene. Finalmente analisamos a reforma também como prática social através da investigação do cumprimento do novo programa de ensino que instituiu durante todo o período em que esta se manteve em vigor. Com este fim, realizamos pesquisa bibliográfica e documental. A análise calcada em perspectiva histórica tomou por base documentos como Relatórios, discursos do Presidente, Mensagens Presidenciais, Programas de ensino, artigos de jornal e legislação do período. O governo Graccho Cardoso, defensor da educação popular como instrumento de progresso e de formação para o trabalho, apesar de ter enfrentado opiniões contrárias a algumas de suas iniciativas, como a expansão dos grupos escolares e a instituição de faculdades no Estado, estabeleceu o momento áureo de inovações na educação escolar na Primeira República em Sergipe
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14266
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CrislaneBA_TESE.pdf2,47 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.