Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20521
Título: A gestão do programa saúde na escola no município de Natal/RN: um estudo de caso
Autor(es): Medeiros, Lívia Maria Rodrigues de Pontes
Palavras-chave: Ação intersetorial;Educação em saúde;Programas governamentais
Data do documento: 25-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: MEDEIROS, Livia Maria Rodrigues de Pontes. A gestão do programa saúde na escola no município de Natal/RN: um estudo de caso. 2015. 83 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) – Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2015.
Resumo: The current conception of health deals with several influential factors, having education among them. Intersectoral organization is essential for Young and adult healthcare services. In this context the Healthcare in School Program was created which foresees a continuous articulation between health and education aiding the effectuation of the Healthcare Single System. The objective of this research is analyze the Healthcare in School Program (HSP) in Natal city in Rio Grande do Norte State taking into consideration the Intersectoriality of actions from the standpoint of the management. The chosen method was the case study, with qualitative approach. The sample was of the intentional kind including all components of the Natal city Intersectorial work group, composed by representatives of the Municipal Education Bureau, the State Education Bureau and Healthcare Municipal Bureau. The collecting data technique was the semi-structured interview. The data analysis was performed through the analysis of contents technique. For Data Show the following analysis categories were considered: Meaning of Intersectoriality; Actions Planning; Permanent and ongoing training for autonomy regarding to Healthcare Promotion; Difficulties and Potentials for actions operationalization. The outcomes allow us to indentify in Natal HSP intersectoral practices not developed yet. The manager professionals of Healthcare and Education do not get to acknowledge the power of Intersectoriality yet. The lack of commitment of some professionals stands out, planning is performed in a sectorial basis and without active participation of learners and community, there is duties accumulation and discouragement group, structural inadequacy and difficulty on the ongoing of the program actions. Despite the existing fragmentation, the program has contributed to the professional qualification and development of education actions regarding to healthcare along with learners. Therefore we conclude that healthcare, education and society have lots of challenges to face in order to consolidate Intersectoriality and the Healthcare in School Program and the and the implementation of the guidelines of the Healthcare Single System in Natal city in the state of Rio Grande do Norte.
metadata.dc.description.resumo: A atual concepção de saúde envolve diversos fatores determinantes, dentre eles a educação. É fundamental a organização intersetorial para o atendimento à saúde de jovens e adultos. Nesse contexto foi instituído o Programa Saúde na Escola (PSE), que prevê uma articulação contínua entre saúde e educação auxiliando na efetivação do Sistema Único de Saúde. Objetivo: Analisar o Programa Saúde na Escola no município de Natal/RN, considerando a intersetorialidade das ações na perspectiva da gestão. Metodologia: O método escolhido foi o estudo de caso, com abordagem qualitativa. A amostra foi do tipo intencional incluindo todos os componentes do Grupo de Trabalho Intersetorial Municipal de Natal-RN, formado por representantes da Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Estadual de Educação e Secretaria Municipal de Saúde. A técnica de coleta de dados foi a entrevista semi-estruturada. A análise dos dados foi realizada por meio da técnica de análise de conteúdo. Para apresentação dos dados foram consideradas as seguintes categorias de análise: Significado da intersetorialidade; Planejamento das ações; Formação continuada e permanente para a autonomia na promoção da saúde; Dificuldades e potencialidades para a operacionalização das ações. Resultados: Os resultados permitem identificar no PSE de Natal práticas intersetoriais ainda incipientes. Os profissionais gestores, da saúde e educação ainda não conseguem reconhecer o potencial da intersetorialidade. O planejamento é realizado de forma setorializada e sem a participação ativa dos educandos e comunidade. O grupo gestor destaca como dificuldades acúmulo de funções, desestímulo por parte de alguns servidores do grupo gestor e a falta de compromisso de alguns profissionais, inadequação estrutural e dificuldade na continuidade das ações do programa. Apesar da fragmentação existente, o grupo gestor do programa tem contribuído com a qualificação profissional e o desenvolvimento das ações de educação em saúde junto aos educandos. Conclusão: Conclui-se portanto, que a saúde, a educação e a sociedade têm muitos desafios a enfrentar para a consolidação da intersetorialidade e do Programa Saúde na Escola, bem como a concretização das diretrizes do Sistema Único de Saúde em Natal/RN.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20521
Aparece nas coleções:PPGSCOL - Mestrado em Saúde Coletiva

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LiviaMariaRodriguesDePontesMedeiros_DISSERT.pdf855,44 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.