Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20847
Título: Validade científica de conhecimento epidemiológico gerado com base no estudo Saúde Bucal Brasil 2003
Título(s) alternativo(s): Scientific validity of epidemiological knowledge based on data from the Brazilian Oral Health Survey (SB Brazil 2003)
Autor(es): Narvai, Paulo Capel
Antunes, José Leopoldo Ferreira
Moysés, Samuel Jorge
Frazão, Paulo
Peres, Marco Aurélio
Peres, Karen Glazer
Sousa, Maria da Luz Rosário de
Roncalli, Angelo Giuseppe
Palavras-chave: Aplicações da Epidemiologia;Levantamentos de Saúde Bucal;Saúde Bucal;Uses of Epidemiology;Dental Health Surveys;Oral Health
Data do documento: 2010
Referência: NARVAI, Paulo Capel et al. Validade científica de conhecimento epidemiológico gerado com base no estudo Saúde Bucal Brasil 2003. Cadernos de Saúde Pública, v. 26, n. 4, p. 647-657, 2010.
Abstract: Indicators and analyses that used the database from SB Brazil 2003 (the most recent nationwide oral health survey) have been criticized as unreliable due to sampling problems. The current study countered that this critique was based solely on statistical concepts, unsupported by empirical evidence. The critique's essentially epistemic approach leads to peremptory reductionism that denies other forms of knowledge and fails to recognize the multidisciplinary nature of epidemiology. The current study retrieves information on the implementation of the oral health survey and its impact on knowledge output in the field. The article draws an analogy between science and art, demonstrating the multifaceted images obtained by both. Thus, recognition of validity requires a full grasp of the field and appropriate use of value criteria. The current article concludes that use of the SB Brazil 2003 database is a reliable and relevant application of epidemiology to oral health.
Resumo: Problematiza-se a afirmação de que não são válidas as estimativas sobre as condições de saúde bucal da população brasileira geradas pelo SB Brasil 2003. Criticam-se os elementos que pretendem sustentar esse ponto de vista com base apenas em conceitos estatísticos, sem prova empírica. Identificam-se reduções decorrentes da abordagem epistemocêntrica que recusa peremptoriamente outras formas de conhecimento e não reconhece o caráter multidisciplinar da epidemiologia. Reconstituem-se informações sobre a realização do levantamento e seu impacto na produção de conhecimento. Faz-se uma analogia entre ciência e arte, argumentando-se que, nas imagens obtidas por ambas, os saberes gerados a partir do objeto cognoscível assumem feições variadas e, portanto, o reconhecimento de sua validade requer amplo domínio do objeto e operações com adequados critérios de valor. Conclui-se pela cientificidade, validade e relevância da produção acadêmica desenvolvida a partir da base de dados do levantamento SB Brasil 2003.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20847
Aparece nas coleções:CCS - DOD - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Validade científica de conhecimento epidemiológico gerado com base_2010.pdf1,61 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.