Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21221
Título: Avaliação clínica e da qualidade de vida utilizando dois protocolos para recuperação miofuncional em pacientes que se submeteram à cirurgia ortognática: resultados preliminares
Autor(es): Oliveira, Zilane Silva Barbosa de
Palavras-chave: Cirurgia ortognática;Cirurgia bucal;Mastigação;Resultado de tratamento
Data do documento: 5-Ago-2015
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: OLIVEIRA, Zilane Silva Barbosa de. Avaliação clínica e da qualidade de vida utilizando dois protocolos para recuperação miofuncional em pacientes que se submeteram à cirurgia ortognática: resultados preliminares. 2015. 115f. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Resumo: The objective of this randomized, blind and prospective clinical trial was to compare the pain, the edema, the mandibular movements, the masticatory efficiency and life quality, in the first 60 days after surgery using 2 different clinical protocols for myofunctional recovery, in patients who underwent orthognathic surgery. A sample of 19 patients was used and divided into 2 groups. The control group (CG) consisted of 10 patients who had postoperative rehabilitation guided by a standard protocol, conducted by the Service of Surgery and Traumatology Oral and Maxillofacial. In other hand, the experimental group (EC) totaled 9 patients who received the speech therapy rehabilitation protocol specialized, by professionals in the area. The variables pain, edema and mandibular movements were analyzed during 48h, 96h, 7 days, 14 days, 30 and 60 days post-surgery. The masticatory efficiency and the quality of life were classified with 60 days after surgery . The data were submitted an analysis of variance, Student's t-test and Fisher's independence, at the level of 5% probability. It was identified that patients of GE have benefited in the first 14 days(p<0,001), as they have had reported less pain than those in the CG. Significant statistics differences between groups for pain parameters (after 14 days) (p=0,065), edema(p=0,063), mandibular movements(p=0,068), masticatory efficiency(p=0,630) and the impact on quality of life (p=0,813) were not observed on this study. The speech therapy protocol for myofunctional recovery (EG), although it has not obtained statistical results superiors than the CG in the general context, presents itself as a viable alternative to conventional therapy assumed by many maxillofacial surgeons, allowing the surgeon to optimize time with patients in the period postoperatively.
metadata.dc.description.resumo: O objetivo desse estudo prospectivo foi comparar a dor, o edema, os movimentos mandibulares, a eficiência mastigatória e a qualidade de vida, nos primeiros 60 dias de pós-operatório, utilizando 2 diferentes protocolos clínicos para recuperação miofuncional, em pacientes que se submeteram à cirurgia ortognática. Esse estudo consistiu de 19 pacientes , onde o grupo controle foi composto por 10 pacientes que não tiveram a reabilitação fonoaudiológica e do grupo experimental participaram 9 pacientes que receberam o protocolo de reabilitação fonoaudiológica. As variáveis dor, edema e movimentos mandibulares foram analisadas 48h, 96h, 7 dias, 14 dias , 30 e 60 dias pós cirúrgicos. A eficiência mastigatória foi classificada com 60 dias de pós operatório e a qualidade de vida foi verificada com 60 dias e 6 meses após a cirurgia. Os dados foram submetidos à análise de variância, teste t de Student e de independência de Fisher , em nível de 5% de probabilidade . Identificou-se que os pacientes do grupo experimental não obtiveram melhora mais rápida nos parâmetros de dor, edema, movimentos mandibulares e eficiência mastigatória quando comparados com os pacientes do grupo controle, com exceção dos valores da percepção de dor , que foi reduzido nos primeiros quatorze dias de acompanhamento no grupo experimental. O impacto na qualidade de vida não mostrou resultados diferentes estatisticamente significantes entre os dois grupos. Conclui-se que o protocolo de reabilitação fonoaudiológica utilizado para os pacientes desse estudo não obteve resultados mais rápidos de recuperação pós cirúrgica que o protocolo controle.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21221
Aparece nas coleções:PPGSCOL - Mestrado em Saúde Coletiva

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ZilaneSilvaBarbosaDeOliveira_DISSERT.pdf3,68 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.